Lucas Soares Dantas, 36, policial conhecido como ‘Hipster da Federal’, morreu em Buritinópolis (GO) na madrugada desta quinta-feira (3) após tentar invadir uma propriedade na zona rural da cidade.

Segundo o delegado Adriano Jaime, o morador da propriedade foi preso por porte irregular de arma de fogo, mas solto logo após pagar uma fiança – ele deve responder ao processo em liberdade.

Relatos de amigos e familiares alegam que o policial estava em um episódio de surto psicótico desde o dia anterior, constado no boletim de ocorrência.

Lucas teria gritado do lado de fora da residência invadida que “havia um demônio” ali dentro antes da invasão.

No lado interno da casa, se encontravam o dono da residência, sua esposa e filha de 3 anos. Os moradores ouviram barulhos angustiantes ao redor da casa seguidos de xingamentos e gritaria.

Logo após, Lucas desligou o disjuntor de energia ao lado de fora da casa e arrombou a porta.

Leia também: “Ela não foi adotada, ela é minha filha”: Naomi Campbell defende sua maternidade aos 50 anos após rumores

Amedrontado, o morador que alega ter agido em legítima defesa, atirou na barriga de Lucas com uma espingarda em meio à escuridão.

“Como as circunstâncias do fato indicam que o autor agiu em legítima defesa, estava dentro da sua casa e defendendo a família, optamos por continuar as investigações somente por meio de inquérito”, afirmou o delegado.

O dono da residência relata ter atirado em direção ao invasor sem saber quem era, e que apenas soube quando ligou o disjuntor de energia, logo após acionou a polícia e ambulância, que chegou quando o policial já estava morto.

Leia também: Filmes da Netflix que nos mostram que se seu parceiro não apoia os seus sonhos é melhor seguir sozinha

Fonte: UOL

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS