Há alguns meses, o norte-americano Wesley White estava andando de caiaque ao largo da costa de Belize, pequeno país da América Central, quando reparou num animal perdido próximo a uma barraca de pesca.

Ao se aproximar, Wesley encontrou um cachorro muito debilitado e faminto. “Ele estava só peles e ossos, mas era muito amigável”, contou o rapaz ao portal The Dodo.

Como não havia ninguém por perto, ele resolveu resgatá-lo.

Leia também‘Você estava vivo às 23h59; à 0h05, morto por uma bala perdida’, lamenta primo do garoto falecido no RJ

Na condição de turista, Wesley só tinha visto válido para mais 36 horas em Belize. “Me questionei se teria tempo hábil para ajudar o cão e providenciar o auxílio que ele tanto necessitava”.

Quando chegaram no hotel, várias pessoas correram para ajudar, levando água, ração e até uma caminha para ele dormir.

No mesmo dia, Wesley levou o animal, batizado de Winston, ao veterinário para um check-up.

Com a expiração do visto, o norte-americano teve que partir, mas deixou o cachorro aos cuidados de um abrigo.

Meses depois, ele retornou à Belize, se perguntando se Winston ainda o reconheceria.

Com sorte, Winston não apenas o reconheceu, mas cheio de gratidão pela oferta de ajuda do rapaz meses antes, correu para abraçá-lo.

Assista ao vídeo abaixo:

Clique aqui caso o vídeo não abra.

Leia também: Neymar não vai a velório de Pelé, mas é visto em festa e web não perdoa

Fonte: Épico Interessantes

Compartilhe o post com seus amigos! 😉






Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.