Um brasileiro detido após entrar ilegalmente nos EUA morreu nesta sexta-feira (26) enquanto aguardava uma posição sobre sua permanência no país.

De acordo com a agência de Imigração e Fiscalização Aduaneira dos Estados Unidos (ICE), Kesley Vial, de 23 anos, foi encontrado desacordado na prisão em que estava detido, no estado do Novo México.

A agência esclareceu que Kesley foi preso em 22 abril por agentes americanos “enquanto atravessava ilegalmente do México para os Estados Unidos pela cidade de El Paso, no Texas”.

Após a prisão, o brasileiro foi levado para um centro de detenção no estado norte-americano.

Ao ser encontrado desacordado, ele chegou a ser transferido para o Hospital da Universidade do Novo México, onde sua morte foi confirmada.

Leia também: Haitiano adota bebê que encontrou infestado de formigas em lata de lixo: ‘Tive fé’

O consulado brasileiro em Houston, no Texas, foi notificado do falecimento, cuja causa ainda não foi apurada.

Em nota, a agência “reforçou o compromisso com a saúde das pessoas detidas, que são responsabilidade do órgão”.

“Passei 19 anos longe dele, sempre na esperança de lhe dar uma vida digna, e meu maior sonho era lutar para um dia ele estar aqui comigo”, lamentou Rose, a mãe de Kesley, em um post nas redes sociais.

Ela criou uma vaquinha virtual para tentar levar o corpo do filho para Danbury, em Connecticut, onde mora há quase duas décadas.

A meta da “vaquinha” está estipulada em US$ 28 mil (mais de R$ 141 mil), dos quais US$ 10 mil (cerca de R$ 50 mil) já foram arrecadados.

Leia também: Avó e modelo aos 67 anos: Yaze quebra todos os estereótipos e conquista passarelas

Fonte: Correio

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS