Depois de sua família ficar sem gás de cozinha e ver que a comida de sua casa estava acabando aos poucos, um menino de 12 anos de Praia Grande, no litoral de São Paulo, comoveu internautas ao buscar ajuda por meio das redes sociais.

As mensagens de Bruno, inicialmente apareceram em uma pagina do Facebook direcionada a fazer publicações referentes a cidade onde mora, na última terça-feira (18). Através de um vídeo, o garoto mostrou chamas altas do fogão de sua casa causadas pelo fato de sua mãe ter utilizado álcool para acende-las no intuito de cozinhar para os filhos.

“Acabou o gás e a gente não tem muita comida”, ressaltou o menino nas mensagens.

O G1, fez contato com a mãe do jovem, Andréia Helena da Silva, que confirmou os fatos. Ela conta que Bruno encaminhou as mensagens através do celular do filho caçula, e não tinha ciência do ocorrido.

Depois das mensagens, a família recebeu doações de duas cestas básicas, porém, permanece sem gás de cozinha. Andréia conta que quase ateou fogo em si mesma ao fazer uso do produto para gerar as chamas.

“Eu sou mãe e vergonha, para mim, é deixar os meus filhos passando fome. O que eu puder fazer por eles eu vou fazer”, disse.

Leia também: Fotógrafo se emociona ao registrar criança vestida de super-herói em rua: ‘A gente fica reflexivo’

A falta do gás de cozinha tem afetado a família a cerca de três dias, mas a situação financeira começou a ficar preocupante em fevereiro, quando o pai das crianças, marido de Andréia morreu: “Minha ficha ainda não caiu. Eles só têm a mim na vida, eles perderam o pai, mas pelo menos eles têm a mim”, lamenta.

Após a morte de seu marido, que era a fonte de renda da família, Andreia precisou parar de se dedicar a cuidar dos filhos para buscar trabalho, encontrando na área da reciclagem onde recebe 6,50 por dia. A mãe lamenta não poder trabalhar todos os dias, já que não é sempre que chegam materiais a serem reciclados.

Além de todos estes os problemas emocionais e financeiros, Andreia teme um “despejo”, devido ao proprietário do local onde mora ter vendido a residência.

“Não conseguimos pagar e agora teremos que sair. Não sei mais o que fazer”, finalizou.

Leia também: Mãe convida toda a turma da filha para aniversário, menos a colega que lhe fazia bullying

Fonte: G1

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS