O bullying preocupa inúmeros pais, principalmente aqueles que estão vendo seus filhos ingressarem nas escolas pela primeira vez. O ambiente deveria ser um lugar seguro onde podemos deixar nossas crianças sem nos gerar preocupações.

Muitas escolas preferem ignorar tais problemas, fazendo com que os pais tenham que tomar as próprias providencias baseadas em que acreditam ser o melhor para seus filhos.

Um exemplo disso foi de uma usuária do Reddit que compartilhou anonimamente a experiência de convidar todos os colegas para a festa da filha de 7 anos, exceto aquele que a incomodava.

Segundo a mãe, sua filha Payton estuda em uma escola onde há 20 crianças por sala de aula, sendo uma delas, uma menina que intimida e intimidou a sua filha várias vezes, mesmo este assunto tendo sido discutido com outros pais em reuniões.

Por isso Payton não queria vê-la em sua festa de aniversário. Então sua mãe enviou convites para todos os seus colegas através de seus pais, exceto ela. Uma decisão que ele tomou para o bem da menina, embora não tenha deixado todos felizes.

“A mãe da outra menina me ligou para falar sobre isso e disse que agora a filha dela está chorando , ela foi a única menina que não foi convidada e todo mundo na escola está falando sobre a festa “, disse a mulher no Reddit . ” Expliquei a ela que a filha dela não é legal com minha filha e que essa é a razão pela qual ela não foi convidada (a mãe sabe disso)”, acrescentou.

Leia também: Anvisa proíbe venda de 2 lotes de chocolates Garoto que podem conter pedaços de vidro

No entanto, a mãe da menina não respondeu como ela esperava . Ela garantiu que a está ensinando a ser uma “bandida” com essa decisão, e a “usar sua riqueza para fazer amigos”. Uma acusação qque para a mãe de Payton não parece correta.

“Então a mãe perguntou à filha se ela tinha um pedido de desculpas e escreveu uma carta para Payton que poderíamos reconsiderar. Eu disse a ela que não , e isso se tornou um grande problema toda vez que vejo a mãe “, disse a mulher no Reddit , dando apoio à sua garotinha.

A mãe de Payton contou na mesma publicação que sua filha chegou em casa chorando várias vezes porque sua colega de classe havia sido “mau” com ela.

Ele não a deixou brincar com as outras meninas no recreio, até a derrubou de propósito enquanto elas pulavam corda (episódio visto por uma professora). Ele também a chama de “bebê chorão ” e afirma que ela não é “bonita” e que ela é muito gordinha para ser uma líder de torcida na escola.

Leia também: Homem larga tudo que tinha para cuidar de abrigo com 800 cães resgatados das ruas

Fonte: Upsocl

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS