Em setembro de 2019, a imprensa noticiou a história de Beckett Burge e sua irmã Aubrey. À época com 5 anos, a menina passava o dia cuidando do irmãozinho de 4 anos diagnosticado com câncer, especialmente após as difíceis sessões de quimioterapia.

Uma foto tirada por Kaitlin, mãe dos meninos, repercutiu fortemente na internet. Nela, Beckett aparece vomitando no vaso (devido aos efeitos colaterais da quimio) enquanto Aubrey conforta o irmão.

Kaitlin disse que resolveu postar a foto para lembrar da importância da família em momentos difíceis, inclusive após o diagnóstico de leucemia linfoblástica aguda (um tipo de câncer infantil) do seu filho mais novo.

Felizmente, os dias de luta acabaram: o menininho, hoje com 6 anos, foi declarado pelos médicos curado da doença!

Leia também: Mulher desaba de alegria ao ganhar um cheque de seu chefe para comprar uma casa nova

Foram dois anos de muita força de vontade para prosseguir com as rodadas de quimioterapia. No final de setembro, Beckett enfim encerrou o tratamento e voltou à escola.

A mãe conta que até hoje Aubrey é essencial para o irmão e desempenha o papel de protetora dele.

“Meus filhos desenvolveram um vínculo insubstituível. Aubrey o ajudou muito a superar essa doença. Eles desenvolveram um vínculo que só os irmãos têm e que nem eu poderia substituir. Quando ele estava passando pela quimioterapia, ela era mais uma figura maternal, mas agora está começando a notar que ele está bem e quer ser um pouco mais independente. Ela está lutando contra isso, pois agora ele encontrou sua voz interior e sempre que ela tenta ajudá-lo, ele diz: ‘Eu posso fazer isso sozinho’”, disse Kaitlin, que vive no Texas (EUA) com a família.

“É uma mudança para ela, pois não está acostumada a isso. Ontem à noite, ele adoeceu e ela estava parada atrás dele, ainda o segurando para que ele não vomitasse. Ela ainda é uma grande ajuda e ele percebe que ela tem sido a forte, então ele vai até ela quando precisa”, complementou.

Grande parte da infância de Beckett foi fazendo tratamento contra o câncer. Os medicamentos eram muito fortes e deixavam ele bastante debilitado.

As visitas ao hospital também eram regulares – mas contavam sempre com a presença de Aubrey para confortá-lo. No mês passado, foi um alívio ouvir o garoto finalmente tocando a campainha do hospital: uma maneira simbólica de finalizar o tratamento de quimioterapia.

“Quando soubemos que ele tinha vencido, foi muito emocionante. Seu oncologista veio e disse: ‘Chega de quimio, terminamos’. Ele tocou a campainha somente na semana passada porque estava com covid. Felizmente, ele ficou assintomático. Beckett ficou chocado (quando deu tudo certo)”, contou Kaitlin. “Ele, oficialmente, terminou e é um momento doce. Será um mundo totalmente novo. Ele está feliz e é mais uma criança normal agora. Ele pode fazer as coisas que seus amigos estão fazendo. Ele está jogando beisebol. Ele não tem muitas restrições e já pode sair e fazer o que quiser”, comemorou a mãe.

Nesse meio-tempo, Aubrey voltou a se dedicar aos próprios passatempos, que tinham sido interrompidos devido à tensão financeira que sua família sofreu com o tratamento do irmão.

“Nos últimos dois anos, ele passou pela quimioterapia diariamente. Ele tomava os comprimidos todas as noites e ia para o tratamento, então, em 8 de agosto, eles pararam de fazer quimio. Ele terminou o tratamento. Eles podem brincar como irmãos normais agora”, completou a mãe.

Leia também: Veterinários acolhem gambá dourado raro que se parece com o Pikachu, de “Pokémon”

Fonte: G1

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS