O desabafo emocionante de uma mamãe de três crianças viralizou nas redes sociais recentemente.

Em um post compartilhado no Instagram, Suka Nasrallah fez uma breve reflexão sobre a maternidade.

Ela conta que certo dia estava tomando banho quando seu filho bateu na porta para chamá-la. Inquieto, ele gritou pela mãe várias e várias vezes.

Leia também: Jogadoras seleção brasileira entram em campo e dão o recado: ‘assédio não’

Nesse momento, Suka passou a contar quantas vezes a criança estava chamando por ela. “Veja bem, comecei a contar no meio do caminho para me manter calma e não gritar de volta, então com certeza foi mais de 67 vezes”.

A jovem disse ter se sentido desolada. “Enquanto eu estava sob a água quente me afogando em minhas lágrimas, porque eu não conseguia mais suportar o som de sua voz e não tinha vontade de responder. Não tive vontade de manter uma conversa enquanto estava no chuveiro. Eu não tinha vontade de manter uma conversa quando precisava desesperadamente de alguns minutos para mim mesma”, disse.

Suka conta que eram quase 9 horas da manhã. “Eles estavam acordados desde as 6h45 daquela manhã, gritando exigências para mim. Tudo que eu queria eram 10 minutos para mim mesma, mas claramente isso era pedir muito”. Em seu relato, Suka diz que é devido a essas situações que as mães ficam acordadas até tarde sabendo que irão se arrepender pela manhã. “É por isso que sempre somos rápidas em agarrar. É por isso que somos tão sensíveis. Porque estamos insensíveis. Estamos entorpecidas. Estamos muito além de exaustas. Ser necessária o tempo todo é simplesmente desgastante, e uma mãe nunca deixa de ser necessária. Não temos linha de chegada visível. ”

Leia também: “Antipatias violentas podem indicar uma afinidade secreta”, afirma Mário Sergio Cortella

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS