Colrerd Nkosi é um inventor de 38 anos do Malaui que encontrou uma maneira de fornecer eletricidade para sua aldeia e ajudar no desenvolvimento de sua comunidade.

Tudo começou quando Colrerd voltou para sua terra natal, Yobe Nkosi, um vilarejo em uma área rural que, como grande parte do país africano, não tem eletricidade. Porém, como teve a oportunidade de estudar e morar em áreas mais desenvolvidas, ele refletiu sobre a importância da eletricidade para as atividades diárias e decidiu fazer experiências para gerar eletricidade de alguma forma.

Mais tarde, Colrerd percebeu que a corrente do rio Kasangazi que passa em frente de sua casa movia os pedais de sua bicicleta e, embora não tivesse experiência como eletricista, ele instalou um dínamo e finalmente trouxe eletricidade para sua casa.

Leia também: Desconhecidos organizam festa para adolescente que perdeu todos os amigos após assumir-se gay

Essa forma rústica de geração de energia surpreendeu os moradores de Colrerd e aos poucos eles começaram a chegar em sua casa para recarregar seus celulares. Mais tarde, o homem decidiu encontrar uma forma de ampliar o abastecimento para ajudar seus vizinhos. “Fiz uma turbina hidrelétrica com o compressor de uma geladeira, levando energia para seis casas”, explicou à mídia AFP.

Após o sucesso deste engenheiro autodidata, ele construiu uma turbina maior que fornece eletricidade para 1.000 casas em sua aldeia e isso também tem sido um benefício na redução do desmatamento na região, já que agora as pessoas não precisam mais cortar árvores para obter carvão.

Desta forma, Colrerd conseguiu trazer esperança para o desenvolvimento de sua aldeia e além de fornecer eletricidade para as residências, também o fez para a escola local.

“Antigamente tínhamos que estudar à luz de velas e quando não havia dinheiro para comprar velas, não podíamos estudar. Agora que temos acesso à eletricidade, muitos mais de nós passaremos nos exames ” , disse à AFP Gift Mfune, estudante de Yobe Nkosi.

Além disso, Colrerd mencionou que seu sonho é poder levar eletricidade a toda a região e após a divulgação do incrível trabalho que está fazendo em sua aldeia, o Ministério de Energia do Malaui se comprometeu a colaborar com o projeto para poder expandir para 18 mil pessoas que vivem naquela região e, assim, ajudar mais pessoas a se beneficiarem desse serviço, já que atualmente apenas 11% da população nacional está conectada à rede elétrica.

Leia também: Vovó com demência não para de abraçar ursinho de pelúcia que ganhou de presente de cuidadora

Fonte: RPA

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS