Muitas pessoas imaginam que o verdadeiro “Paraíso” é poder estar na presença de filhotes dos mais variados tamanhos e espécies. Essa imagem tende a gerar em nós um certo tipo de alívio e conforto, né? Pois bem, algumas pessoas criaram uma própria versão desse paraíso na Terra, como é o caso do motorista Arat Montoya, morador do Oregon, nos EUA.

Arat foi criado no México e, aos 15 anos, mudou-se para a cidade de Canby. “Meu pai queria que eu fosse padeiro porque minha família é uma família de padeiros”.

Na adolescência, Arat trabalhou no Dog Club de West Linn, uma creche para cães, mas depois que lá fechou, continuou trabalhando com alguns clientes, hospedando e cuidando de cães fora de sua casa. “Foi nesse meio-tempo que eu disse: ‘Desculpe, pai, mas eu amo cachorros e quero trabalhar com eles’”.

Leia tambémCabeleireiro resgata autoestima de catadoras de recicláveis com ‘dia de beleza’ 100% gratuito

Daí em diante, ele não parou mais: em 2016 Arat fundou a Doggie School Bus Inc., que funciona como uma creche de cães e um serviço de transporte exclusivo para animais de estimação – o Doggie School Bus.

Todos os dias, Arat os leva para uma propriedade de 5 acres que ele alugou com um amigo. Os cães passam a maior parte do dia aqui, se envolvendo e brincando com Arat e os outros filhotes.

Ao final da tarde, o ‘motorista’ leva os cães de volta para seus donos, em suas respectivas casas.

Cada filhote tem que passar por um teste de temperamento para se juntar à matilha, e o dia inteiro de brincadeiras custa US$ 30 por animal.

Esse brilhante trabalho de Arat logo se tornou conhecido em todo o estado!

Não demorou muito para que outros clientes começassem a surgir. “Conquistei 16 clientes em apenas duas semanas. As pessoas estavam enlouquecendo”, lembrou ele, contando ao The Oregonian com nostalgia. Ele teve que comprar veículos maiores para pegar e transferir os filhotes, já que a demanda aumentou muito.

Quando eles ouvem o rapaz chegar, vários dos cães imediatamente saem de suas casas e embarcam no ônibus porque estão muito animados para ir à “escola”.

Arat tinha mais de 300 clientes em 2019 e cuidava de cerca de 20 filhotes todos os dias.

Esse número não mudou muito de lá pra cá. “O melhor é que eu nunca experimentei um problema com pit bull. Também nunca tive problemas com um Rottweiler ou um pastor alemão. Mas pasme, já tive com um chihuahua”, brincou o motorista ‘canino’.

A companhia dos cães, que gostam de brincar e interagir uns com os outros, é, na opinião de Arat, a melhor parte de tudo isso. Ele está familiarizado com os nomes de todos os cães e pode distinguir a maioria deles apenas pelo latido. “Sou o homem mais feliz do mundo fazendo o que estou fazendo”, agradeceu.

A página de Arat no Facebook atualmente tem 33 mil seguidores e seus serviços ainda estão disponíveis.

Essas “escolas” de creches para cachorros continuam surgindo, e esperamos que não haja como pará-las tão cedo!

Leia também: Idosa que era agredida todos os dias pelo filho dependente químico tem “esperança” de vê-lo solto

Fonte: Catioro

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS