Podemos dizer que Deshraj Ji é um homem esforçado. Além de ser motorista de riquixá (um meio de transporte onde o condutor puxa seus passageiros no veículo) ele protagonizou uma história emocionante.

Um homem de família, tendo filhos e netos, viveu uma tragédia que mudou o curso de sua vida: “Há seis anos, meu filho mais velho desapareceu de casa; ele foi trabalhar como de costume, mas nunca mais voltou”, disse.

Após semanas de busca, seu filho fora encontrado sem vida.

Como se não bastasse, dois anos após a perda do filho, Deshraj foi pego de surpresa pela perda de outro filho enquanto tentava seguir em frente.

Ali, parecia não haver esperança de algo melhor, porém, ele persistiu em lutar por conta de sua neta, que dele precisava.

Leia também: Ex-miss Ucrânia abre mão das passarelas e se junta à resistência civil armada contra a Rússia

Depois de perder seu pai, a menina questionou seu avô se deveria largar os estudos devido a situação econômica que os afetava e ele, Deshraj, assegurou que aquilo não era necessário, e que a garota deveria seguir em frente.

E foi assim, trabalhando do período da manhã até à meia-noite, que o homem garantia os direitos de estudo e educação de sua neta. “Na maioria dos dias, mal tínhamos o suficiente para comer”, explicou ele.

Apesar de tudo, ele sabia que precisaria ir além para que sua neta pudesse cursar um Bacharelado em Educação. “Mas ele tinha que realizar seus sonhos, a todo custo. Então vendi nossa casa e paguei a mensalidade”, afirmou.

Diante da situação, a esposa e os outros netos de Deshraj tiveram que se abrigar na casa de parentes na vila, já ele, ficou na cidade de Bombaim trabalhando pela garantia de sua neta. Sem perder seu sorriso e disposição.

“Mal posso esperar para que ela se torne professora para que eu possa abraçá-la e dizer: ‘Você me deixou tão orgulhoso.’ Ela será a primeira graduada em nossa família”, disse.

Após muitos tomarem conhecimento da realidade do idoso, foram arrecadados 32 mil dólares (R$ 160 mil) para ele e sua família na esperança de uma melhora de vida.

Devido as doações, Deshraj vive hoje em uma  outra casa com sua família e sua neta, que concluiu os estudos e hoje atua com professora.

O amor que é dado é o mesmo que é recebido!

Leia também: “Leve minha filha”: Repórter na Ucrânia conta, aos prantos, o pedido desesperado feito por seu guia ucraniano

Fonte: Elitereaders

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS