Boa parte dos indivíduos que sofrem acidentes automobilísticos não são socorridos pelos motoristas que se envolveram no acidente. Em muitos casos, eles fogem, deixando as vítimas para trás.

Se isso é uma atitude lamentavelmente comum entre os seres humanos, imagine entre os animais de estimação.

Felizmente, esse não foi o caso desta história. Algumas semanas atrás, uma mulher de Yucatán, no México, foi testemunha de um acidente de carro, e não pensou duas vezes em ajudar a vítima atropelada: um cachorrinho em situação de rua que já estava bastante fragilizado devido à má nutrição típica dos animais sem-teto.

Leia também: “Eu odeio ser mãe”: a mulher compartilhou sua visão controversa sobre a maternidade

O doguinho batizado de ‘Rex’ foi levado para um hospital veterinário para que se recuperasse do acontecido.

Desse momento em diante, uma onda de solidariedade foi desencadeada na cidade para ajudar o cachorro a se recompor e ser adotado por uma família amorosa.

Silvia V. cuidou do cachorrinho desde o primeiro momento e prometeu que iria providenciar que ele voltaria a andar.

Embora Silvia tenha um coração grande, seu orçamento era limitado, de modo que ela precisou trabalhar muito para custear as cirurgias de Rex.

A mexicana passou vários dias vendendo empanadas de cream cheese e donuts por $ 15,00 pesos mexicanos ($ 0,75), para sustentar-se e ajudar o doguinho.

Leia também: Golfinho simpático traz presentes do fundo do mar para agradar pescadores e turistas

Na verdade, o próprio Rex ajudava sua tutora, acompanhando-a com uma placa no pescoço conquistando e incentivando os clientes a comprarem um quitute.

Infelizmente, no final do ano passado, Rex não resistiu às sequelas deixadas pelo acidente e morreu.

Embora o cachorrinho não tenha sido salvo, o bom coração desta mulher o fez se sentir amado naquelas últimas semanas de vida. Silvia cuidou de Rex como um filho, priorizando o bem-estar e conforto dele em detrimento dela mesma.

Descanse em paz, Rex.

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

A Revista Pazes apoia as medidas sociais de isolamento.
Se puder, fique em casa. Evite aglomerações. Use máscara.
Quando chegar a sua vez, vacine-se.
A vida agradece!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS