‘Golpe do Johnny Depp falso’: uma brasileira está tentando recuperar mais de R$ 200 mil cedidos para um homem que se passava pelo ator Johnny Depp, de 59 anos.

A vítima entrou na Justiça contra o Banco do Brasil para reaver a quantia dada ao golpista, com quem manteve um relacionamento virtual nos anos de pandemia.

Na ação, ela pede uma indenização por danos morais e materiais sob a alegação de que a conta bancária para onde o dinheiro foi transferido foi aberta de maneira fraudulenta.

No entanto, sua batalha judicial tem sido frustrada até aqui: o judiciário não aceitou as argumentações e deu ganho de causa ao banco na semana passada.

Ainda assim, a mulher pode recorrer em nova instância.

No processo, consta que a vítima se relacionou com alguém que alegava no Instagram ser o ator Johnny Depp.

Leia também: Nunca é tarde: aos 81 anos, Mãe de Santo se torna doutora pela Universidade Federal do Paraná

E só piora: visando ajudá-lo, ela vendeu um carro e uma casa, transferindo R$ 208 mil para uma conta que supostamente seria de um brasileiro amigo do advogado de Depp.

O pedido de ajuda coincide com o julgamento de difamação do ator contra sua ex-mulher, a atriz Amber Heard.

Leia também: Idosa que era agredida todos os dias pelo filho dependente químico tem “esperança” de vê-lo solto

Fonte: R7

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS