Por engano, uma bebê de apenas 7 meses recebeu uma superdosagem da vacina da multinacional norte-americana Pfizer contra a Covid-19.

Devido aos riscos de complicações, ela precisou ser internada no último dia 17 em um hospital de Altinópolis, no interior paulista.

Segundo o portal R7, a dose aplicada na menina é seis vezes maior que a aplicada nos adultos. Originalmente, ela deveria ter recebido a pentavalente, que previne doenças como tétano, meningite, hepatite e coqueluche.

“No momento da aplicação, parece que cai o chão da gente. A gente fica assustada”, relatou à Record TV a mãe da bebê, que preferiu não se identificar.

A menina passou 3 dias internada no Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto com sintomas leves e já passa bem.

Leia também: Formando em Direito recebe diploma com facão e enxada para homenagear os pais cortadores de cana

Os médicos descobriram alterações sutis no sangue da bebê, inclusive relacionadas ao coração. Nos dias seguintes, segundo a mãe, as alterações diminuíram gradativamente.

A prefeitura de Altinópolis informou que a técnica de enfermagem foi afastada das atividades, e agora responde a um processo administrativo.

Acredita-se que os frascos das duas vacinas são parecidos e têm tampa roxa, o que poderia ter sido o motivo da confusão da profissional.

“A Secretaria de Saúde de pronto tomou todas as medidas necessárias encaminhando a criança para avaliação medica no Hospital de Misericórdia local e após para o HC Criança onde permaneceu internada para monitoramento até o dia 21 de janeiro. A criança permanece bem e continua sendo acompanhada pela equipe de saúde do município. Toda a ocorrência foi comunicada ao Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo e foi aberto processo administrativo para apurar a conduta da técnica de enfermagem”, disse em nota o município.

Leia também: Câncer se espalha pelo corpo de Pelé, com tumores no fígado, intestino e pulmão, diz site

Fonte: Olhar Digital

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS