No último dia 15, um formando recebeu seu merecido diploma do ensino superior de um jeito inusitado.

Em meio à cerimônia de colação de grau da turma de Direito em Bauru (SP), Agnaldo Araújo, de 44 anos subiu ao palco vestido com a clássica beca preta e carregando um facão e uma enxada.

Para que? Homenagear os pais, que são cortadores de cana-de-açúcar desde a juventude.

Ao portal G1, o novo bacharel em direito justificou sua “encenação rural” como um tributo aos seus progenitores e grandes incentivadores na vida.

Leia também: Tribunal do DF concede licença paternidade de 180 dias a homem que adotou criança sozinho

“Meus pais sempre me apoiaram e me ensinaram a importância do trabalho e também dos estudos. Por isso entrei com o facão e a enxada nas mãos, para lembrar um pouco do sacrifício deles e de outros pais para a formação de seus filhos”, explicu Agnaldo.

A homenagem viralizou nas redes sociais nesta semana. “Eu não imaginava que a repercussão seria tão positiva. Isso me deixou muito feliz. Sei que como meus pais, muitos pais trabalharam na roça para que seus filhos pudessem estudar”, reforçou.

Infelizmente, o pai do formando não pôde ver a homenagem, uma vez que faleceu no ano passado devido a uma leucemia.

Já a mãe, de 73 anos, não esteve presente na formatura, por conta das restrições impostas pela pandemia. No entanto, Agnaldo disse que ela chorou ao ver o vídeo da homenagem com o facão e a enxada.

“Não pretendo parar de estudar. Já estou me preparando para fazer o exame da Ordem [OAB], comecei a procurar uma pós-graduação na área de Direito Constitucional, e vou avaliar estudar para tentar uma carreira pública na área do direito. A vida pode ser dura, mas o conhecimento ninguém tira da gente”, completou o formando.

Assista ao vídeo:

Leia também: Mãe que fingia que a filha tinha doença terminal admite ser culpada pelo falecimento da menina

Fonte: Agora no Vale

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS