Monges pegos em testes antidroga? Pois é, um pequeno templo budista na Tailândia, nação do sudeste asiático, ficou vazio após todos os eremitas serem reprovados em exames toxicológicos.

De acordo com a agência de notícias AFP, ao menos quatro monges, incluindo o abade, testaram positivo para metanfetamina no distrito de Bung Sam Phan, na província de Phetchabun, norte da Tailândia.

Policiais os submeteram a exames de urina após uma denúncia anônima. Com o resultado divulgado, os monges foram retirados do templo no final de novembro.

Leia tambémPai perde seus três filhos para o câncer em menos de 5 anos; família compartilha mutação rara

À AFP, o policial Boonlert Thintapthai disse que a operação aconteceu em meio a uma campanha nacional de combate ao narcotráfico.

Todos os monges foram encaminhados a uma clínica para serem submetidos a um programa de reabilitação de drogas.

“O templo agora está vazio, sem monges, e os moradores da região estão preocupados que não vão poder obter qualquer mérito”, disse Boonlert.

O mérito é uma prática budista muito importante, em que os devotos ganham uma força protetora por meio de boas ações, como por exemplo dando comida aos monges.

Para resolver o impasse, Boonlert convidou as autoridades regionais e o chefe monástico local para designar novos monges para o templo.

Da última década para cá, a metanfetamina se tornou um grande problema na Tailândia. No ano passado, as apreensões da droga bateram um recorde histórico, conforme informações do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes.

A nação tailandesa é um ponto de passagem para a metanfetamina. As drogas chegam ao país vindas de Mianmar, o maior produtor mundial de metanfetamina, via Laos.

Uma pílula do entorpecente é vendida nas ruas por cerca de 50 Baht (pouco mais de sete reais).

Desde meados de outubro, o primeiro-ministro tailandês, Prayuth Chan-ocha, ordenou uma campanha de repressão às drogas depois que um ex-policial que havia sido demitido por porte de metanfetamina matou 37 pessoas durante um massacre em uma creche.

Leia tambémJogos, Sorte, Chances – aqui estão excelentes livros sobre cassinos e jogos de azar

Fonte: G1 (BBC Brasil)

Compartilhe o post com seus amigos! 😉






Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.