Gráinne Kealy é uma irlandesa de 36 anos que tem uma longa história de autodesenvolvimento para contar. Ela sofreu um terrível acidente de carro em 2007, ao lado do namorado na época.

Enquanto se locomovia pela estrada, o veículo escorregou no gelo que predominava na pista e bateu em uma parede. O impacto ocorreu a 193 quilômetros por hora, conforme relatado pelo jornal Daily Mirror.

Embora os airbags tenham sido ativados, não foram suficientes para prevenir uma série de ferimentos no rosto de Kealy.

Leia também: Aumento da ansiedade na pandemia leva pacientes a buscarem o auxílio das mandalas terapêuticas

Todos os ossos de seu rosto foram quebrados e os médicos tiveram que retirar a testa dela.

“Eu não tinha nada no lugar da minha testa. Minha cabeça afundou e eu parecia um pouco estranha”, disse Gráinne à revista Fabulous Magazine.

Hoje, Gráinne participa de diversos eventos sobre segurança no trânsito, nos quais compartilha sua experiência de cuidar do próximo.

Com o passar do anos, até recebeu prêmios da autoridade de segurança no trânsito por essa atividade em que educa mais pessoas. “Então foi incrível receber esses prêmios e saber que as pessoas estão me ouvindo. Ainda tenho um longo caminho a percorrer, mas eles me ouvem. Foi o tapinha nas costas que eu precisava para me empurrar ”, disse.

Desde o acidente, Gráinne já passou por 16 cirurgias e ainda tem sequelas. No entanto, em 2009 recebeu uma nova testa, de cerâmica, segundo o LADbible. Foi tão bom que as pessoas que a veem não percebem e não conseguem acreditar na história por trás dela.

“De certa forma, é ótimo saber que as pessoas não percebem a diferença, mas de outra forma, incomoda a minha  cabeça, porque vejo uma diferença em como era antes do acidente”, disse ela. “Tenho sorte, mas tem suas desvantagens. É como uma deficiência oculta; realmente abre os olhos e mostra que as pessoas não devem julgar, nunca se sabe o que está acontecendo na vida das outras pessoas”, disse.

“Por favor, aprenda com meu erro. Não consigo enfatizar o suficiente o quanto minha vida mudou e como não vale a pena o risco. Nunca pensei que estaria nesta situação. Nem em um milhão de anos. Por favor, fique seguro”, concluiu Gráinne.

Leia também: Entregador leva sua mãe de 92 anos para trabalhar com ele para que ele possa cuidar dela

Fonte: Daily Mirror

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS