Uma mulher viajou 14.400 km ara se casar com um rapaz, membro da tribo Maasai 30 anos mais novo que ela.

Ao jornal Daily Mail, ela disse que não poderia estar mais feliz!

Deborah Babu, 60, de Sacramento, Califórnia, não esperava se apaixonar quando conheceu seu agora marido, Saitoty Babu, 30, enquanto viajava pela Tanzânia com sua filha, Royce, 30, em outubro de 2017.

Leia tambémCliente vê rosto de Elvis Presley em pote com ketchup e viraliza nas redes

O casal manteve contato, com Deborah voando de volta para a Tanzânia em dezembro e aceitando uma proposta de casamento de Saitoty.

Depois de realizarem um casamento Maasai em junho de 2018 – uma cerimônia tradicional – o casal consagrou o casamento civil em julho de 2022.

Deborah – que agora usa seu novo nome – Maasai Nashipai – e mora com Saitoty e sua família em Ubena, na Tanzânia, se disse completa e realizada.

A norte-americana conheceu seu agora marido quando ela e sua filha Royce estavam caminhando em uma praia em Zanzibar e esbarrou com Saitoty, que começou a puxar conversa. “Conversamos por horas e descobrimos que tínhamos muito em comum como nosso senso de humor”.

Os dois se uniram em uma caminhada na praia na noite seguinte, mas Deborah não viu nada além por causa da diferença de idade.

Em sua última noite em Zanzibar, Saitoty convidou Deborah e Royce para um baile, mas no último minuto ela recusou porque estava cansada.

“Minha filha veio de repente e me disse que Saitoty tinha vindo ao nosso hotel”, disse ela. “Ele estava chateado por eu não vir e por eu ir embora no dia seguinte. Eu disse que ele poderia manter contato comigo se quisesse”.

Saitoty estava lá na manhã seguinte para se despedir de Deborah.

A dupla estabeleceu um vínculo estreito, mas Deborah não viu um futuro romântico devido à diferença de idade. “Eu era uma mulher feliz e solteira e não parecia certo para mim namorar alguém 30 anos mais novo”, disse ela.

Mas depois que Deborah partiu para voltar aos Estados Unidos no final de sua viagem, a dupla manteve contato com ligações diárias.

Os amigos mantinham contato, e Saitoty ligava para Deborah todos os dias, deixando claro todo o seu zelo por ela.

“Quando eu estava de volta à Califórnia, havia uma diferença de 12 horas entre nós, mas Saitoty fazia questão de me ligar todos os dias – mesmo que houvesse uma queda de energia, ele dava um jeito”, brincou.

“Minha filha mais velha, Tiffany, 32, e meu filho, Sherrick, 27, o conheceram no FaceTime e o amaram.

‘Eles não tiveram problemas com a diferença de idade e me disseram que se eu estivesse feliz, então deveria ir em frente.’

Depois que os filhos de Deborah a encorajaram a ‘seguir em frente’ se ele a fizesse feliz, ela voou para rever Saitoty no final de dezembro de 2017 e disse ‘sim’ quando ele a pediu em casamento.

“Fui conhecer a família dele e eles me deram o nome de Nashipai”, relembrou.

Deborah, uma policial aposentada, disse que nunca esperava encontrar um marido e ‘casar com alguém muito mais jovem’.

Agora, os dois moram juntos em sua própria casa de barro na Tanzânia, em um boma – um complexo familiar – e tiveram um casamento Maasai em junho de 2018, seguido de uma cerimônia civil em julho deste ano.

Saitoty, um criador de gado, disse: “A primeira vez que a vi, senti como se tivesse visto um anjo. Nós rimos juntos e tiramos uma foto e ela simplesmente derreteu meu coração. Ela é linda e gentil e me apoia. Ter uma esposa é um grande passo para mim. Estou orgulhoso do nosso casamento”, completou o amado.

Assista ao vídeo:

Leia também: “O fruto que mais espero da minha religiosidade é a solidariedade”, diz o padre Fábio de Melo

Fonte: Daily Mail

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS