No último domingo (15), o grupo fundamentalista islâmico Talibã derrubou o governo do Afeganistão, retornando assim ao poder após 20 anos.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais, uma mãe afegã desesperada entrega sua filha bebê a um soldado americano no aeroporto de Cabul, na tentativa de fazê-la deixar o país.

No tumulto, milhares de outros civis tentam a todo custo escapar do Afeganistão, seja através dos (poucos) aviões militares e governamentais que deixam a nação islâmica todos os dias, seja pedindo asilo aos governos ocidentais, como EUA e Reino Unido.

No vídeo que circula online, uma bebê é levantada do meio da multidão e entregue ao soldado que está do outro lado do muro, que a pega no colo.

Leia também: Ao longo de vinte anos, casal planta 2 milhões de árvores em área devastada por fogo

Um segundo homem aparece conversando com o soldado e parece explicar algo sobre a menina, mas não fica claro se a família conseguiu se reunir a ela.

Segundos depois, uma jovem de aproximadamente 12 anos aparece tentando pular o muro para entrar no aeroporto, sem sucesso.

Nesta quinta (19), em entrevista ao portal Sky News, o secretário de defesa do Reino Unido Ben Wallace, afirmou que a criança foi retirada do país junto com a família.

“Não podemos simplesmente levar um menor para fora do país por conta própria”, disse Wallace à Sky News quando questionado sobre a gravação.

“Se a criança foi levada – é porque a família também será levada. É um desafio passar por aquela multidão. Estamos encontrando outras maneiras de lidar com isso, mas é o que está acontecendo. É muito, muito difícil para os soldados, como você viu nas imagens, lidar com aas pessoas desesperadas, muitas das quais estão apenas querendo deixar o país”.

Confira o vídeo:

Leia também: “Diga-me um preço”: Kaley Cuoco ofereceu-se para comprar o cavalo maltratado nas Olimpíadas

Fonte: Revista Crescer

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS