Amou Haji tornou-se conhecido mundialmente por ficar sem se banhar por mais de 50 anos. Ele foi chamado de “o homem mais sujo do mundo” e faleceu aos 94 anos nesta terça-feira (25), segundo os jornais oficial do Irã.

Há alguns meses, segundo a agência de notícias Irna noticiou, moradores do vilarejo de Dejgah, na província de Fars (sul do Irã), onde Amou morava, conseguiram convencê-lo a se banhar.

A ausência da limpeza física tinha um motivo. Segundo comentaram moradores da cidade, ele tinha medo de se banhar e adoecer. Solteiro, não deixa viúva ou filhos.

Leia também: Silvero Pereira, hoje consagrado, tem orgulho da mãe lavadeira e pai pedreiro: “Graças ao esforço deles”
Os moradores do vilarejo afirmaram que o idoso passou por “contratempos emocionais em sua juventude” e, desde então, se recusava a se lavar.

Um documentário curta-metragem com o título “A Estranha Vida de Amou Haji” sobre sua vida foi lançado em 2013, também segundo a imprensa iraniana.

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!