Um grupo de estudantes do colégio Sesi Gravataí, no Rio Grande do Sul, criou um copo especial capaz de identificar qualquer bebida com o temido ‘Boa Noite, Cinderela’.

O copo possui um reagente químico que identifica a presença da droga GHB (Ácido Gama Hidroxibutírico), nome técnico para a bebida batizada usada dopar pessoas sem que elas percebam.

O desenvolvimento do recipiente ficou a cargo de Natally Souza, 16, Giovanna Freitas, Giovanna Moraes e Nicolli Marques, de 17 anos.

Leia tambémPapa Francisco manda mensagem ao Brasil: ‘Que Nossa Senhora Aparecida livre o brasileiro do ódio, intolerância e violência’

Elas usaram o reagente colorimétrico dragerndorff, que ao entrar em contato com o ácido, faz com que o copo mude para uma cor avermelhada, alertando sobre o envenenamento.

“Durante as nossas pesquisas, a gente percebeu que tinha um grande uso de entorpecentes utilizados em festas para deixar as pessoas dopadas e serem vulneráveis a sequestros, roubos, assaltos e abusos sexuais”, contam as alunas.

Trata-se de um projeto inédito em nosso país e muito necessário. “Nossa maior dificuldade no momento é produzir essa base sólida. Nós já temos o reagente que usaríamos, porém como todos os outros reagentes colorimétricos, ele também é tóxico e a gente tá trabalhando de uma maneira que isso não intoxique uma pessoa ao ser utilizada”, explicaram as estudantes.

Vale ressaltar que o copo pode ser usado múltiplas vezes.

Leia também“Homem mais sujo do mundo” falece aos 94, após ficar mais de meio século sem tomar banho

Fonte: CNN

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS