Os idosos são repletos de sabedoria, e apesar de alguns de seus costumes não serem aplicáveis hoje devido às mudanças que a nossa sociedade sofreu, todo seu conhecimento merece ser preservado, em especial devido ao longo período que viveram acumulando vivências e virtudes.

Essa sabedoria também pode se aplicar às formas de amor e relacionamentos dos dias de atuais: apesar de cada relacionamento ser diferente, existem fatores que podem ser unânimes de uma forma geral, como a forma de nos relacionarmos respeitosamente uns com os outros.

Recentemente, um jovem chileno chamado Sebas Bravo, publicou em sua conta no TikTok (@vidacomoexperiencia), um vídeo em que aborda e pergunta a uma avó sobre suas recomendações amorosas para os mais novos.

Ele decidiu abordar a idosa na rua e lhe perguntar “que conselho você daria aos jovens casais” e ela não teve receio de falar sobre seu casamento de mais de cinco décadas de duração, e encorajando os jovens a buscarem o amor verdadeiro.


Leia também: Mega-Sena: Números de aposta que levou R$ 117 milhões foram escolhidos por irmã do dono de lotérica em SC

“Conheci o Pedro, que já está no céu hoje, e passamos 53 anos juntos, casados, e por quê? Porque cada um tinha seu jeito de ser e nos respeitávamos”, começou a idosa.

“Quando me casei, pedi 3 coisas para ele: nunca ir para a cama com raiva, pedir perdão e ser fiel ao amor que estávamos dando um ao outro”, acrescentou, ao passo que ela enfatizou sobre as regras que havia estipulado junto ao seu parceiro durante seu casamento, e que acreditava serem essenciais para o amor fluir sem peso.

A avó agradeceu o jovem por aborda-la sobre o tema, fazendo com que mais pessoas fossem guiadas em relação ao amor e acrescentou: “Sinto-me muito grata por isso. São as oportunidades que Deus te dá para poder transmitir o que você sabe, o que você sente e o que você ama ”.

Leia também: Este é o “santuário hippie” para o qual Amber Heard se mudará com a filha para fugir de Hollywood

Fonte: UPSOCL

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS