Você já deve ter se perguntado, em algum momento de sua graduação, quanto custa um TCC ou o que custa. Bem, para a maior parte dos universitários de todo o mundo, o momento mais significativo de sua graduação é com certeza ligado à apresentação de seu projeto final.

Seja ele em formato de TCC, artigo científico ou até uma monografia, o desenvolvimento deste projeto é o que irá conferir o grau de formado para o aluno em questão.

Portanto, é de se imaginar que grande parte dos jovens que enfrentam este momento possuem diversas dificuldades quando o assunto é estruturar seu próprio projeto.

Pensando nisso, o objetivo desta reportagem é o de trazer alguns pontos-chave na hora de estruturar um projeto acadêmico, TCC, ou até um trabalho de pós-graduação.

Escolha de um tema relevante para a área de interesse

Independente da sua área de atuação, seja o direito penal e criminal, as ciências biológicas, a medicina ou até talvez o curso de letras.

A sua área de atuação pouco importa, pois todas elas precisam de uma certa relevância em seus projetos de conclusão de curso, mas principalmente em seus projetos de pós-graduação.

A grande verdade é que um trabalho de TCC pode ser realizado sobre qualquer tema, literalmente. Contudo, este projeto deverá ter uma relevância nos campos sociais e de pesquisa para sua aprovação efetiva.

Em relação ao TCC, essa cobrança não ocorre de forma tão drástica quanto no mestrado e no doutorado, onde cada projeto de pesquisa deve apresentar uma certa relevância e contribuição social.

Afinal, o objetivo da ciência é conferir avanços à sociedade ao longo das gerações através de descobertas e progressos científicos.

Com isso em mente, o primeiro passo para a estruturação de um bom projeto de pesquisa é a escolha de um tema relevante dentro de sua área de atuação e a elaboração de uma pergunta que irá nortear essa pesquisa.

Seleção de um orientador e relacionamento com seu orientador

Geralmente, para decidir o tema de seu projeto, são necessárias diversas reuniões com seu orientador a fim de escolher um título que irá traduzir o tema desta pesquisa.

Contudo, a escolha de um orientador pode ser um processo delicado para alguns alunos, pois neste ponto do desenvolvimento do projeto entra o fator relações humanas.

Sim, é praticamente impossível realizar um projeto de graduação ou pós-graduação em uma universidade sozinho, por conta própria. Até porque, para poder apresentar este projeto ele deve ter um orientador por questões burocráticas.

Logo, após a área de interesse ser identificada, o próximo passo é encontrar professores e pesquisadores que atuam nesta área.

Depois de decidir o seu orientador, serão realizadas diversas reuniões e atividades com ele a fim de estruturar o cronograma de seu projeto, possibilidades de bolsa e inúmeros outros detalhes burocráticos que estão inclusos na produção científica.

Estudo das normas da ABNT
Além de decidir todos os detalhes burocráticos de seu projeto, o orientador também é responsável por realizar correções na versão escrita da pesquisa.

Sim, é necessário registrar sua pesquisa em uma versão escrita do projeto e posteriormente o apresentar através de slides na defesa de TCC.

Ainda, toda a parte escrita de projetos científicos deve obedecer com rigor e seguir de maneira rigorosa as normas da ABNT, que nada mais são que instruções para um padrão de escrita acadêmica.

Ou seja, existe todo um passo-a-passo para elaboração da parte escrita de uma pesquisa científica e isso ocorre para que ela possa ser compreendida independentemente do laboratório, universidade ou departamento de pesquisa que a consulte.

Planejamento da apresentação


Por fim, depois de escrever todo o seu projeto e ele ser aprovado por seu orientador, é necessário que se desenvolva uma apresentação de slides para defender sua tese.

Contudo, diversas pessoas sofrem com pressão e medo de falar em público, portanto, algumas dicas que podem ser seguidas para se dar bem neste momento são:

1 – Ter noção do objetivo de sua apresentação: entreter, informar ou ensinar
2 – Conhecer seu público, no caso sua banca avaliadora
3 – Usar de uma estrutura de slides simples, clara e objetiva
4 – Possuir domínio do tema
5 – Estudar muito
6 – Mostrar tranquilidade e confiança

Após seguir este passo-a-passo para desenvolver a parte escrita de seu projeto e anotar os pontos-chave para uma boa apresentação, a tendência é que o resultado do projeto seja extremamente positivo!

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!