A pedido dos agentes da Polícia Rodoviária Federal, 14 detentos que fazem parte do Centro de Ressocialização de Sorriso (MT) construíram uma caprichada casinha de madeira para dois cachorros resgatados das ruas.

Belinha e Chupeta foram acolhidos pelos policiais há mais de cinco anos e vivem nas dependências da corporação deste então.

Leia também: Ao longo de vinte anos, casal planta 2 milhões de árvores em área devastada por fogo

Algumas semanas atrás, a PRF apreendeu um aporte de madeira irregular, que foi doada para o Centro de Ressocialização – foi com essa matéria-prima que os detentos construíram a casa de cachorro.

E, olha, os cãezinhos adoraram!

Leia também: “Diga-me um preço”: Kaley Cuoco ofereceu-se para comprar o cavalo maltratado nas Olimpíadas

“O Chupeta está com a gente desde 2016 e a Belinha desde 2015. Lá se vai meia década de amizade e de companheirismo. Todos os policiais dão sua parcela de contribuição para cuidar dos animais. Nós não escolhemos eles, eles nos escolheram”, disse o chefe da PRF, Leonardo Ramos.

Para Edilson de Castro, diretor do Centro de Sorriso, houve uma adaptação do espaço da unidade prisional para montar a marcenaria. “Surgiu a ideia de adaptar o espaço do CRS numa marcenaria e desde então a gente vem recebendo doação de madeira para a capacitação e recuperação dos reeducandos”, afirmou.

De acordo com a polícia, para cada 3 dias trabalhados na mercearia, há o desconto de 1 dia na pena a ser cumprida.

Fonte: AMP

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS