No início do ano, Max lutou de forma irredutível contra uma grave (e terminal) doença nos rins. Amparado pela ONG ‘Ajuda a Alimentar Cães’, sediada em Portugal, o cachorrinho recebeu todo o acompanhamento de voluntários e auxílio veterinário necessário.

Após meses de luta, Max não resistiu à enfermidade e faleceu em maio.

“É com o coração partido que nos despedimos dele. Max estava numa luta contra essa doença nos rins e depois de vários tratamentos e muito sofrimento decidimos deixá-lo partir”, escreveu a ONG em um post no Facebook.

Leia também: Como criar vídeo artístico e destacar a sua empresa da concorrência

Cuidadores do cão, cientes do estado terminal de vida dele, decidiram levá-lo para um último passeio, onde Max pôde brincar, tomar um ar fresco e se divertir da melhor maneira ao seu alcance. “Hoje foi levado para um último passeio. Mesmo com poucas forças andou pelo jardim e pela água”, contou um porta-voz da entidade.

O cachorrinho agora não sofre mais. “Até logo amigo 🖤”, completou o abrigo.

A publicação que conta a história de Max viralizou online, onde muitas pessoas deixaram mensagens de condolência sobre o falecimento do cachorrinho.

“Saber que teve tanto amor na hora da partida, dá me algum alento e tenho a certeza que descansa agora junto dos amigos que partiram. Muita força e obrigada pela dedicação”, escreveu a internauta Clara Miranda.

“Custa muito, mas não há direito de os deixar sofrer. Descansa em paz meu lindo”, disse Margarida Ornelas.

“Oh bolas… lamento muito. Quando não há outra solução é um ato de amor deixá-los partir acarinhados…”, postou Carla Abílio.

Leia também: Como a indústria de apostas desportivas evoluiu durante a pandemia de Covid-19

“Deixá-los partir com dignidade também é um ato de amor. Força! Voa alto Max! ❤”, afirmou Inês Gonçalves.

“Lamento a sua perda. Mais uma estrelinha que brilha no céu. Muita força!”, escreveu Maria José Sousa.

Fonte: CR

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS