Bebê de um ano é encontrado sem vida em Milão, na Itália, após ser deixada sozinha em casa por uma semana por sua mãe, que viajou para Bérgamo para encontrar o namorado.

Alessia Pifferi, de 37 anos, disse ao companheiro que havia deixado a criança com sua irmã. Segundo o jornal local L’unione Sarda, a mulher está presa por homicídio voluntário agravado por motivos fúteis e um exame toxicológico foi feito para apurar as causas da morte da menina.

Turista cai na cratera do monte Vesúvio, na Itália, ao tentar pegar celular que caiu após selfie
O corpo da criança foi encontrado em um berço e, ao lado, estava uma mamadeira com uma substância de efeito terapêutico. A polícia acredita que a mãe pode ter dopado a bebê antes de sair. Além disso, havia um frasco de ansiolítico no local, mas Pifferi disse que o remédio era de seu ex-companheiro.

“Eu escolhi meu namorado, não ela”, afirmou a mulher ao juiz que cuida do caso, segundo a publicação do veículo italiano. “Eu estava contando com a possibilidade de ter um futuro com ele, (…) então achei crucial não interromper aqueles dias em que estávamos juntos, mesmo sentindo medo que a criança ficasse doente ou morresse”, completa.

O juiz traçou o perfil de uma mulher “perigosa” e “sem respeito pela vida humana”. Ele ainda aponta uma “forma de dependência psicológica em relação ao atual companheiro que a levou a colocar em primeiro lugar seu relacionamento e a submeter a criança a um enorme sofrimento”.

Leia também: Irmãos de 4 e 6 anos morrem com 4 dias de diferença e causam comoção no Paraná
Ele descartou a hipótese de premeditação, mas o quadro pode mudar com o resultado do exame toxicológico.

Quando um bebê de um ano é encontrado sem vida, abandonado à própria sorte por sua mãe, toda a humanidade deveria estar de luto. Lamentável demais… Quanto desamor!

Com informações do R7

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!