“Eu guardo as cinzas do nosso bebê; Falo com ele o tempo todo”, disse o jogador à um podcast no Spotify.

Passaram-se vários meses desde que Cristiano Ronaldo revelou, através de uma publicação no Instagram, que morreu um dos bebês que esperava de Georgina Rodríguez. Apenas a menina sobreviveu, enquanto o menino não.

Devastado, o jogador de futebol teve que continuar com sua carreira esportiva, enquanto sua casa foi inundada por lágrimas e arrependimentos pela morte recente do bebê.

Georgina estava muito deprimida e seus filho questionavam à ela o que havia acontecido.

Ninguém queria falar, e Cristiano chorou todos esses meses. Até agora, quando finalmente resolveu abrir o coração e contar tudo o que sentiu.

Em entrevista a Piers Morgan, o português disse que a morte do seu bebê tem sido “um dos momentos mais difíceis” da sua vida, desde a morte do pai.

“Foi provavelmente o momento mais difícil que tive na minha vida desde que meu pai morreu. Quando você tem filho, você espera que tudo seja normal, mas nem sempre é o caso”.

“É um momento difícil, porque não entendíamos porque isso estava acontecendo conosco. Era difícil. A verdade, era difícil entender o que estava acontecendo naquele momento. O futebol não para, tivemos muitas competições. Mas isso… Foi o momento mais difícil que passamos, principalmente o Gio. Foi duro”, completou Cristiano Ronaldo.

Leia tambémGol de Richarlison vira pintura em aquarela de artista nordestino

Da mesma forma, o jogador de futebol explicou que não sabia como se sentir naquele momento, até porque, embora seu filho tenha morrido, sua filha sobreviveu.

“Às vezes tento explicar aos meus familiares e amigos mais próximos que nunca me senti feliz e triste ao mesmo tempo. É difícil de explicar. Você não sabe se vai chorar ou sorrir, porque é uma coisa que você não sabe como reagir, você não sabe o que fazer”.

Por outro lado, CR7 também revelou que os filhos lhe perguntaram onde estava o outro bebê quando chegaram a casa com Georgina a sós com a menina. Eles não sabiam o que dizer.

“Gio chegou em casa e as crianças começaram a dizer ‘cadê o outro bebê, cadê o outro bebê?’ “, relembrou.

Por isso, e perante as dúvidas dos filhos, Cristiano revelou que preferia ser honesto com eles e contar-lhes, com mais tato, a verdade sobre o irmão mais novo.

“As outras crianças no início da mesa começam a dizer: ‘Mãe, cadê o outro bebê?’ Depois de uma semana eu digo: ‘Vamos ser francos e honestos com as crianças, digamos que Angel, esse é o nome dele, vai para o céu.’”, disse Cristiano Ronaldo no Talk TV.

No entanto, apesar da perda, Cristiano diz que sente o bebê perto e que até conversa com ele. Ele tem uma capela para as cinzas dele e de seu pai no porão de sua casa e vai lá constantemente.

“Falo com eles o tempo todo e eles estão ao meu lado. Isso me ajuda a ser uma pessoa melhor, um pai melhor . Tenho orgulho disso… da mensagem que eles me passam, principalmente do meu filho”, disse.

Apesar de tudo, Cristiano está focado em cuidar da família e garantir o bem-estar da filha recém-nascida.

Leia também: Vídeo: Bailarina adormece durante apresentação e imagens viralizam nas redes

Fonte: Upsocl

Compartilhe o post com seus amigos! 😉






Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.