Um assunto tem gerado severas discussões nas redes sociais, nos últimos dias. Uma conhecida youtuber norte-americana chamada Myka Stauffer gravou um vídeo no qual relata que ela e o marido “devolveram” uma criança autista de quatro anos que adotaram há quase três anos, na China.

No vídeo, ela afirma que o menino teria “demandas especiais” e que eles não se adaptaram. O casal tem outros 4 filhos biológicos e todo o processo de adoção foi documentado por eles em seus canais no Youtube. Eles são donos do canal The Stauffers (332 mil inscritos) e Myka Stauffer (717 mil inscritos).

O garotinho Huxley é chinês e os Stauffer foram até a China realizar a adoção. “Após essa adoção, estamos pensando em adotar uma criança do Uganda ou Etiópia”, disseram eles na ocasião.

Contudo, agora o casal revela que entregaram o seu filho Huxley para outra família, alegando que os problemas de saúde da criança eram maiores do que imaginavam ser:

“Quando o Huxley chegou em casa havia muito mais necessidades especiais que não sabíamos. Nos últimos anos ele esteve em uma série de terapias e nós tentamos ajudá-lo como pudemos. Nós nunca quisemos ficar nessa posição, nós tentamos ajudá-lo o máximo possível, nós o amamos de verdade”, disse James no vídeo.

A mãe adotiva afirma que: “Não houve um minuto sequer em que eu não tentei dar meu melhor. Após uma série de avaliações, vários profissionais de saúde disseram que ele precisa de mais. Tem sido muito difícil. Eu quero dizer para vocês o que está acontecendo. Eu me sinto um fracasso como mãe? Sim, 500%. Esta jornada foi a coisa mais difícil que eu já passei. Após colocar nosso coração nesse menino…Nós não vamos dar detalhes sobre o que aconteceu porque queremos preservar a privacidade dele. A agência de adoção achou alguém que eles acham que vai ser a melhor escolha, ele está bem, sua mãe nova tem treinamento médico profissional e é uma combinação perfeita. Nos deem o apoio que nós precisamos neste momento e respeitem a privacidade do Huxley”.

Trata-se de uma situação de máxima gravidade, posto que a adoção é um vínculo, além de belo, de grande responsabilidade. Há alguns meses, a youtuber afirmou a um periódico estadunidense que se tratava de “uma criança ótima”:

“Ele sofreu um derrame ainda na gestação e tem autismo nível três. Ele é uma criança ótima, sua condição não envolve um cuidado o tempo inteiro, tudo que você precisa é um coração grande e praticar a paciência todo dia. É um tipo diferente de paciência”.

Nas redes sociais o casal é criticado pela entrega da criança, especialmente porque a imagem do bebê foi amplamente explorada em seus canais.

Desejamos que o pequenino encontre um lar que o acolha e o ampare, bem como que a família de youtubers tenha sucesso na educação e cuidados dos seus quatro filhos biológicos.

Confira o vídeo:

Venha conosco para nossas páginas no Facebook e Instragram.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!