Hashtag #barulhonoceu chegou ao primeiro lugar nos Trending Topics do Twitter e se tornou o assunto mais comentado entre brasileiros.

Neste momento em que o mundo se vê assolado por um vírus mortal, por invasões de gafanhotos, de vestas, vulcões entrando em erupção, muitos se apressaram em gritar: é o apocalipse! Mas, calma. A coisa não é bem assim.

A boa notícia é que não existem evidências de que o mundo esteja prestes a inexistir ou que exista alguma real e grave ameaça vinda dos céus para extinguir a humanidade. Contudo, também ainda não se pode afirmar com 100% de certeza o que realmente acontece, mas cientistas e pesquisadores têm algumas respostas bem tranquilizadoras – e mais plausíveis que as conjecturas apocalípticas.

Em entrevista ao portal BHAZ, no início do mês passado, quando surgiu uma onda de relatos, a professora pós-graduada em física, Bruna Ignaczuk, defendeu uma teoria diferente. Para ela, o som pode ter explicação científica e estar ligado a movimentação de gases na atmosfera:

— O som ocorre quando gases entram em contato com mudança de pressão atmosférica. Como acontece quando o ar sai de uma bexiga cheia ou de uma panela de pressão — explica, defendendo que o pode estar ocorrendo por meio de buracos na camada de ozônio.

Apesar de ser um fenômeno pouco recorrente, a produção do barulho é natural, afirma a professora. Com o menor funcionamento da indústria, por exemplo, “uma quantidade menor de poluição na atmosfera influenciou a movimentação dos gases”, diz.

— O primeiro registro desse som audível foi em 2012, na Rússia. Muitos barulhos que o planeta faz estão fora do nosso alcance de audição. Mas quando esses sons são traduzidos para nossa faixa de som, pode ser bem assustador.

O importante, neste momento em que todos estamos mais sensíveis devido à pandemia de covid-19, é saber que se trata de um fenômeno natural e relativamente comum, e evitar espalhar o medo e a desinformação.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!