A Agência Nacional de Vigilância Sanitária suspendeu ontem, dia 09-11, os testes com a CoronaVac no Brasil, A paralisação se dá por tempo indeterminado em virtude da morte de um voluntário.

Segundo informações da CBN, o brasileiro não tinha Covid-19.

A ANVISA confirou, em nota, a interrupção, mas não informou, ainda, a causa da morte do participante da pesquisa. A citada Agência afirma que criará um comitê que analisará o caso.

Ainda conforme a nota da ANVISA, “Esse tipo de interrupção é previsto pelas normativas da Anvisa e faz parte dos procedimentos de Boas Práticas Clínicas, esperado para estudos clínicos conduzidos no Brasil”.

A vacina produzida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech vinha sendo testada em São Paulo pelo Instituto Butantan em mais de 9 mil voluntários na área da saúde com idades entre 18 e 59 anos. Mais cedo, o governador João Doria anunciou que as primeiras 120 mil doses chegariam ao Brasil no próximo dia 20. O Instituto Butantan já começou a construir a fábrica para produzir o imunizante no Brasil.

Foto: Governo do estado de SP

Em entrevista à CBN, secretário de saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, afirmou que irá se reunir com representantes da Anvisa nesta terça-feira para saber quais são os dados do evento e identificar quais são as características do voluntário em questão.

Ele afirmou que o objetivo é descobrir se a morte do voluntário está ou não relacionada com o uso da vacina desenvolvida pela China e testada pelo Instituto Butantan no Brasil.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!