Do jornal O Globo

O senegalê Moussa Niang foi protagonista de uma bonita história, nesta semana. Vendedor de óculos no Rio de Janeiro (praia da Barra)

Após realizar uma venda no cartão de crédito, ele percebeu que havia recebido R$ 300 reais a mais de uma venda realizaa à Juliana Figueiredo. Mesmo sem falar o nosso idioma, o senegalês desdobrou-se para reencontrar a cliente e devolver o valor pago a mais.

O erro se deu ao digitar os números na maquininha. Segundo Juliana: “Eu usei um cartão bancário para pagar um par de óculos, e ele digitou um valor errado. Como nunca pego o comprovante, não percebi nada. Meia hora depois, Moussa reapareceu. Estava nervoso, tentando se explicar — lembrou Juliana. — Poderia ter ficado na dele e embolsado R$ 300 a mais, já que, quando eu soubesse disso, seria tarde demais. Sua atitude foi maravilhosa. Infelizmente, hoje a gente se surpreende com as boas ações. Prova disso é a repercussão do caso na internet.”

Ele, valendo-se da ajuda de um amigo também senegalês para interagir com a brasileira, combinou de devolver o dinheiro cobrado a mais no dia seguinte e cumpriu a promessa.

Impressionada, ela contou a história numa rede social, e, desde então, o senegalês coleciona curtidas e elogios.

Merecidos elogios. Afinal, Moussa trabalha muito para sustentar parentes que vivem na África e esse valor certamente faria diferença em sua vida, mas a ética falou mais alto.

Para confirir a matéria completa, acesse o O Globo.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!