Ser atleta é se dedicar a uma carreira em tempo integral com todos os treinos e competições, mas nem sempre trata-se de um trabalho bem remunerado.

O financiamento governamental e comercial é uma questão complicada e mesmo que eles estejam qualificados para ir às Olimpíadas, não é uma garantia de que serão financiados, o que os obriga a serem criativos.

É o caso de Riley Day, que começou a trabalhar em um supermercado para arrecadar dinheiro o suficiente para viajar e competir nos Jogos Olímpicos.

Leia também: Pura emoção: menino autista é acolhido em jogo de futebol: ‘Preconceito vem dos adultos’

A atleta olímpica Riley Day não teve patrocinadores que a ajudassem a ir para as Olimpíadas de Tóquio 2020, então ela deu um jeito!

Riley Day é uma velocista australiana de 21 anos que começou sua carreira aos nove anos. Sua maior conquista até competir nas Olimpíadas foi ganhar uma medalha de ouro nos Jogos da Juventude da Commonwealth de 2017 nos 200 metros e prata nos 100 metros.

Ela se classificou para as Olimpíadas de Tóquio de 2020; no entanto, ninguém se dispôs a patrocinar Riley e ela teve que pensar em algo para poder competir no maior evento esportivo do mundo.

Para realizar seu sonho, Riley conseguiu um emprego de meio período em um supermercado australiano, o Woolworths. No dia de sua competição, a rede de supermercados postou em seu LinkedIn: “Estamos orgulhosos de ver um dos membros de nossa equipe representar a Austrália no cenário mundial. Boa sorte Riley, mal podemos esperar para vê-la na pista!”.

Eles também compartilharam uma foto de Riley e um cliente chamado John, que tem 90 anos e é deficiente visual. O Woolworths escreveu que Riley está sempre ajudando-o com suas compras semanais. Fofo, né?

Aparentemente, o trabalho duro ajudando os clientes e cuidando do estoque valeu a pena, porque Riley competiu na corrida de 200 m. A atleta passou para as semifinais, mas sua competição acabou aí.

No entanto, Riley tem todo o direito de se orgulhar de si mesma porque financiou seu caminho para Tóquio sozinha e, além disso, bateu seu próprio recorde pessoal e agora seu melhor resultado pessoal, que é de 22,56 segundos. E ela conseguiu isso treinando e trabalhando duro!

A própria Riley ficou satisfeita com seus resultados e, além disso, está ganhando cada vez mais reconhecimento

Enquanto falava com o Canal 7, Riley não conseguia controlar suas emoções, “Putz! Essa foi uma corrida muito melhor do que imaginava. Eu tenho meu ritmo. Agora espero que seja a bateria mais rápida para chegar à final. Porque isso é um desafio enorme. Fantástico. Eu quero ser a melhor e nada vai me impedir de ser a melhor.”

Ela também acrescentou casualmente que as pessoas podem segui-la no Instagram, pois ela publica muito lá.

Antes, ela tinha 21.000 seguidores. Agora está chegando a 100 mil! Então agora, mesmo que ela não tenha patrocinadores para apoiá-la financeiramente, Riley tem um enorme apoio emocional de seus seguidores.

Leia também: Família comemora os 31 anos de idade do seu gatinho de estimação

Fonte: Sport Bible

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

RECOMENDAMOS