Uma das grandes dúvidas que temos quanto à covid-19 é saber quando uma pessoa contaminada já não é capaz de contaminar outras pessoas com a doença.

A BBC publicou uma matéria esclarecedora na qual discorre com muita precisão a esse respeito.

Pesquisas atestam que o novo coronavírus, Sars-Cov-2, pode permanecer contagioso mesmo após o desaparecimento dos sintomas. Contudo, resta- nos saber: por quanto tempo ainda pode haver o contágio? Essa dúvida é ainda maior quando a pessoa infectada teve sintomas leves ou foi assintomática, e sequer percebeu que havia contraído o vírus.

Um ponto importante é saber qual é o tempo de incubação, ou seja, quando o vírus pode estar no corpo de uma pessoa sem manifestar qualquer sintoma. Cientistas da universidade Johns Hopkins, nos Estados unidos, e publicado no jornal científico Annals of Internal Medicine em maio, estimou que o período médio de incubação para o novo coronavírus é de 5,1 dias (BBC).

“A capacidade de infectar outras pessoas, de transmitir esse vírus a outras pessoas, dura de 7 a 10 dias mais a partir do aparecimento dos sintomas”, explica o infectologista Vicente Soriano, professor da Universidade Internacional de La Rioja, na Espanha, e ex-conselheiro da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Já com relação às pessoas assintomáticas, o marco inicial torna-se de difícil definição. Contudo, estudos apontam que os assintomáticos possuem a mesma carga viral dos sintomáticos e assim permanecem pelo mesmo espaço de tempo, sendo que poderão infectar outras pessoas pelo mesmo intervalo de temporal que os sintomáticos (de 7 a 10 dias), sendo que, neste caso, fica quase impossível dizer quando essa pessoa passa a infectar.

Diante disso, especialistas recomendam, enfaticamente, o uso de máscaras e da observação do distanciamento social. Essas duas medidas podem ajudar a reduzir o risco de que uma pessoa com covid-19 e sem sintomas infecte outras pessoas.

Para lerem a matéria completa, cliquem AQUI.

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!