Trazido de “Letras”
O Sole Mio

Che bella cosa na jurnata ‘e sole
N’aria serena doppo na tempesta
Pe’ ll’aria fresca pare gia’ na festa
Che bella cosa na jurnata ‘e sole

Ma n’atu sole cchiu’ bello, oje ne’
‘O sole mio, sta ‘nfronte a te
O sole, ‘o sole mio
Sta ‘nfronte a te, sta ‘nfronte a te

Quanno fa notte e ‘o sole se ne scenne
Me vene quase ‘na malincunia
Sotto ‘a finestra toia restarria
Quanno fa notte e ‘o sole se ne scenne

Ma n’atu sole cchiu’ bello, oje ne’
‘O sole mio, sta ‘nfronte a te
O sole, ‘o sole mio
Sta ‘nfronte a te, sta ‘nfronte a te

O Meu Sol

Que bela coisa uma jornada de sol
Um ar sereno depois da tempestade
Pelo ar fresco parece já uma festa
Que bela coisa uma jornada de sol
Mas um outro sol mais belo, ainda assim, o meu sol, está na sua fronte
O sol, o meu sol, está na sua fronte, está na sua fronte
Quando desce a noite e o sol deita-se
Me pega quase uma melancolia
Ficaria em baixo da sua janela
Quando desce a noite e o sol deita-se
Mas um outro sol mais belo, ainda assim, o meu sol, está na sua fronte
O sol, o meu sol, está na sua fronte, está na sua fronte

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS


Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!


COMENTÁRIOS