De Sara Espejo, publicado originalmente em Rincón del Tibet

Certamente todos nós temos uma responsabilidade por nós mesmos, em termos de garantir a estabilidade emocional, em amar e nos comprometer a alcançar nossos propósitos. No entanto, é de vital importância garantir às pessoas ao nosso redor o maior bem-estar que estiver ao nosso alcance.

Às vezes subestimamos nossas ações , pensamos que um telefonema, um abraço ou um simples sorriso não terão um alcance considerável nas pessoas com quem interagimos, mas acontece que qualquer gesto de carinho pode mudar o momento, o dia e até, sem fingir dramatizar, a vida de uma pessoa. Nossas ações são muito poderosas , mesmo uma oração oportuna pode ser útil quando se trata de ajudar nossos parentes, tudo depende da boa energia e vontade com que são executadas.

Pensar nos outros nos permite tirar um pouco do nosso mundo, de nossos problemas, dar muitas vezes proporciona maior satisfação do que receber. Por favor, sorria, colabore, ouça, ajude alguém a nos permitir oferecer um pouco da nossa luz, compartilhar o que somos em essência com aqueles que são importantes para nós.

Não devemos fazer as coisas com a intenção de receber algo em troca, mas o universo é sempre responsável por aplicar a lei de causa e efeito, se dedicarmos parte de nós às pessoas à nossa volta, se esforçarmos para tirar o melhor proveito de nós para beneficiar. Para outro, é isso que semearemos e não podemos receber algo diferente em nossas vidas.

Boas ações marcam como um tipo de corrente, uma vem após a outra, em uma direção e outra e se nosso ambiente não é indiferente, se queremos contribuir com nosso grão de areia, se compartilhamos o que temos, a vida não tem muito mais opções do que nos tratar com benevolência.

Sejamos sempre portadores de boas notícias, sejamos otimistas sem nos desapegar da realidade, tragamos luz ao nosso caminho, já existem pessoas suficientes responsáveis ​​por trazer trevas em seu caminho através de sua negatividade, pessimismo, reclamações ou críticas constantes. Vamos nos concentrar em destacar e resgatar o positivo e não desperdiçar, por menor que seja, não consideramos oportunidade de fazer o bem, ser justo, apoiar, ser carinhoso, ser a companhia daqueles que precisam, lembrando sempre que não podemos dar o que não temos

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!