Segundo o entrevistado Eliseu dos Santos, ele se sente triste e ao mesmo tempo orgulhoso por estar ajudando a combater as chamas e a resgatar animais desidratados e feridos.

Preso há dez anos, Eliseu hoje faz parte de uma brigada de voluntários que combate um incêndio e realiza outros trabalhos essenciais para diminuir os efeitos das chamas que devastam o Pantanal.

“A gente veio para ajudar em todas as tarefas. Fizemos um curso com o Corpo de Bombeiros para poder estar junto combatendo o fogo, resgatando animais, levando alimentos, água“, explicou.

A Justiça autorizou o uso da mão de obra dos presos, que receberam um treinamento especial do Corpo de Bombeiros para fazer o trabalho de forma voluntária.

Confira, sobre isso, a matéria abaixo do DW:

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!