Infelizmente, ainda é muito comum encontrar pais que exijam que seus filhos se comportem respeitosamente sem dar o exemplo, pois fazem isso através de diferentes tipos de agressões, como gritos, insultos e até espancamentos.

É por isso que nunca é demais insistir que a verdadeira educação não se baseie em punições ou ameaças (isso não significa que não seja necessário estabelecer limites, mas devemos fazê-lo sem agredir nossos filhos), mas desenvolvendo habilidades como empatia e compreensão. Sem dúvida, quando os pais controlam suas emoções e evitam cruzar essa linha de respeito pelos filhos, obtêm melhores resultados.


No entanto, sabemos que nem sempre é fácil seguir essas diretrizes, por isso, oferecemos algumas recomendações que podem ajudá-lo muito:

1. Ouça com atenção – Quando seu filho tem um comportamento inadequado, tente entender seus motivos antes de julgá-lo. Quase sempre, quando enfrentamos esse tipo de situação com nossos filhos, o que fazemos é ir diretamente para a bronca, sem perceber que a criança só quer chamar nossa atenção e ser ouvida. Geralmente, uma criança é desrespeitosa quando se sente agredida. Portanto, se você ouvir, o que você faz é mostrar respeito e dar origem a uma resposta com a mesma atitude.

2. Tente entender – Sempre será difícil obter respeito de alguém que não entendemos. Se o desrespeito do seu filho for constante, analise e tente entender o que os está causando e tente conversar com ele racionalmente. Você provavelmente acaba percebendo que os motivos são vários e que não foi fácil identificá-los.

Por exemplo, seu filho pode desrespeitar você todas as manhãs antes de ir para a escola. Se, em vez de puni-lo, você falar com ele, poderá perceber que isso acontece porque alguns parceiros podem estar o incomodando ou ele simplesmente não se sente integrado ao grupo. Independentemente do problema, é vital identificá-lo e encontrar a melhor maneira de resolvê-lo.

3. Defina limites – Se formos sinceros, perceberemos que nem todos os desrespeitos de nossos filhos são de responsabilidade deles, mas alguns de nós os encorajamos. Nesse caso, é importante explicar ao nosso filho a situação e pedir que ele não continue tendo esse comportamento. As crianças precisam que os pais expliquem algumas situações para entendê-las, pois nem sempre sabem o que fizeram de errado.

Lembre-se de que crianças desrespeitosas podem não estar cientes de que estão fazendo algo que as afeta ou a seus pais. Por exemplo, se em férias você costumava tocar música alta até muito tarde da noite e quando volta ao trabalho, seu filho continua fazendo isso, pode explicar que a situação mudou devido aos seus horários.


4. Não tome isso como pessoal – Se você parar para pensar e analisar situações que lhe parecem desrespeitosas, poderá descobrir que, às vezes, está apenas retirando o contexto de comportamentos e que elas não têm nada a ver com agressão. Aumentar a consciência disso ajudará você a reduzir seus níveis de frustração e a ensinar seu filho que o respeito às vezes é uma questão subjetiva. Para educar crianças respeitosas, é vital ensinar pelo exemplo, para que elas aprendam a respeitar de maneira objetiva.
Via: Psicologia para niños

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!