Com informações de G1

A culpa é do estagiário: rapaz de apenas 17 anos, no seu terceiro dia de trabalho na Nasa, foi responsável pela mais recente descoberta astronômica.

Wolf Cukier iniciou recentemente um estágio no Goddard Space Flight, instituto localizado em Greenbelt e que presta serviços para a Nasa.

A tarefa de Cukier era estudar como duas estrelas se cruzariam criando um eclipse no sistema solar TOI 1338, a partir de dados fornecidos pelo TESS, Satélite de Pesquisa de Exoplaneta em Transição. Entretanto, ao examinar os dados, o jovem notou algo estranho.

Após relatar o que havia descoberto, algo na órbita de duas estrelas que bloqueavam a luz, vários cientistas se debruçaram por semanas sobre as informações fornecidas por Cukier e, por fim, chegaram à conclusão de que o rapaz estava realmente correto: Cukier havia descoberto um planeta 6,9 vezes maior que a Terra.

“Eu estava procurando nos dados tudo o que os voluntários apontaram como um binário que eclipsou um sistema no qual duas estrelas giram em círculo, e do nosso ponto de vista são eclipsados ​​a cada órbita”, afirmou o rapaz, conforme noticiado pela Nasa.

A descoberta, absolutamente despretensiosa, representou para o garoto (que não por acaso é fã de Star Wars) o primeiro passo na direção de uma carreira no campo de exploração espacial.

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!