O jornalista Elder Dias, do site Estádio das Coisas, trouxe-nos uma lista de 10 dicas para evitar o Coronavírus, especialmente no caso da epidemia atingir o Brasil.

É o momento de conhecermos a realidade sobre esse vírus e saber a melhor forma de evitá-lo, uma vez que brasileiro que se hospedara em Milão, cidade italiana já afetada pelo vírus, procurou, no dia 24, tratamento para sintomas da doença. Ele chegou ao Brasil no dia 21 e apenas 3 dias depois procurou o tratamento, uma vez que os sintomas demoram a aparecer.

Esse fato nos traz uma sensação de insegurança, pois mesmo que os sintomas da doença não estejam ainda manifestos, o vírus pode ser transmitido, de sorte que aqueles que tiveram contato com esse senhor podem estar infectados e, por sua vez, proliferando o vírus.

Diante dos fatos, devemos entender como funciona o processo de transmissão e tomar os cuidados necessários para evitar o contágio. Confira as dicas:

1 – Não entrar em pânico. A mortalidade da Covid-19 (como foi batizada a enfermidade) é relativamente baixa, algo entre 2% e 2,5% dos pacientes, especialmente os mais vulneráveis imunologicamente falando (pessoas idosas e/ou já debilitadas). Encare o problema como se eventualmente fosse tratar uma gripe – de fato, é praticamente a mesma coisa.

2 – Lavar sempre as mãos. É uma regra de ouro: higienizar as mãos de forma completa e cuidadosa e chegando até a região do punho. Deve ser a primeira coisa a fazer ao chegar em casa.

3 – Usar o álcool gel frequentemente. É um ótimo complemento para a higiene das mãos. Não custa nada sempre usá-lo quando tiver oportunidade, especialmente em ambientes públicos.

4 – Nunca tocar olhos e mucosas. Frear o hábito de coçar as vistas, de pôr a mão no nariz e o dedo na boca é um fator que pode fazer muita diferença em relação ao risco. Evitar ao máximo.

5 – Tossir ou espirrar sempre usando a manga da camisa como proteção. É a chamada “etiqueta da tosse”, o ato de usar a parte interna do braço para não espalhar as gotículas.

6 – Não dividir objetos pessoais. Em períodos de epidemia, o uso compartilhado de qualquer pertence deve ser evitado.

7 – Evitar aglomerações. Sempre que possível, fuja de locais em que haja grande concentração de pessoas: eventos, solenidades, shows, estádios etc.

8 – Evitar viajar para áreas afetadas. Se possível, reprograme-se para algo que tiver agendado para um local que seja foco de propagação da doença.

9 – Ter cuidado especial com idosos. Se você tem pessoas de idade avançada em casa, redobre seus cuidados pessoais e reforce isso a elas e a todas as que as cercam mais frequentemente.

10 – Procurar informação de qualidade. Não abra mão de ver o noticiário, ler jornais ou acessar páginas confiáveis na internet para ter mais informações sobre a doença. Da mesma forma, não dê crédito ao primeiro vídeo alarmista que receber. Informar-se faz muita diferença contra qualquer absurdo – isso vale também para o caso do novo coronavírus. Diga um sonoro não às fake news.
Leia também:
Coronavírus: 4 técnicas de respiração infalíveis para diminuir a ansiedade nestes tempos de caos
Devo me preocupar com o coronavírus? Drauzio Varella responde

COMPARTILHAR

COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!