Com informações de GreenMe

Importante vitória para todos aqueles, em todo mundo, que travam a luta em defesa dos direitos dos animais: a Campânia, região expressiva da Itália, não permitirá mais a realização de espetáculos circenses que contem com animais, frequentemente submetidos aos mais variados sofrimentos a bem do lazer e do divertimento de alguns poucos.

A decisão surge após o acolhimento, por parte do Conselho Regional da Campânia, de moção feita a ele com o pedido não serem recebidos mais na região eventos circenses que não tinham tigres, leões e mais nada como protagonistas. Os grupos circenses que trabalhem com atrações desse gênero terão ainda dois anos para se adaptarem à nova legislação mas, a partir daí, nada mais será tolerado.

A moção ao Conselho foi apresentada em janeiro por Francesco Emílio Borrelli, para quem “A vida dos animais no circo é incompatível com suas características etológicas. A detenção, o treinamento e o desempenho em espetáculos circenses geralmente envolvem sofrimento e abuso de animais. Com a moção aprovada, o Conselho Regional do Sino pressionará o governo a prever uma realocação, dentro de dois anos, dos animais mantidos nos circos para estruturas adequadas pelas quais será cobrado pela manutenção ”.

Essa decisão na Campânia segue uma tendência mundial: a cada dia aumenta o número de países que restringem práticas degradantes para os animais em espetáculos. Grécia, Chipre e Malta, já proibiram completamente práticas desse gênero. Proibições parciais existem na Holanda, Noruega e Bélgica.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!