Tragédia em Praia Grande, no litoral de São Paulo: uma mulher de 38 anos morreu imediatamente após um rojão ficar preso no corpo e explodir logo após a virada do ano, neste domingo (1º).

De acordo com o portal G1, a vítima morava na capital paulista e passava o Ano Novo com a família.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o caso, ocorrido na faixa de areia da praia do bairro Nova Mirim.

Segundo informações divulgadas pela secretaria estadual de Segurança Pública (SSP), policiais militares foram acionados e, ao chegarem no local, um primo da mulher relatou o que aconteceu na praia.

Em meio à queima de fogos, um rojão atingiu a vítima e se prendeu no corpo dela. Segundos depois, em meio ao pânico, o artefato explodiu.

Ao portal g1, Luiza Ferreira, de 20 anos, testemunha do ocorrido, disse que havia muitos fogos irregulares na areia – tanto que ela e a família optaram por se afastar e ficar mais perto do calçadão.

Leia também: Atletas, famosos e políticos lamentam perda do Rei Pelé – veja homenagens

Após a explosão, os familiares da mulher entraram em pânico e tentaram socorrê-la. “Quando deu meia-noite em ponto, eu abracei a minha mãe e vi um clarão muito forte. Logo em seguida, todo mundo começou a gritar. Quando eu fui olhar, vi uma mulher caída no chão toda sangrando, e o rapaz que estava com ela caído também. Nisso ele levantou, mas quando ele percebeu como ela estava, ele se ajoelhou já ‘sem chão’. Foi uma correria, descreveu.

A ocorrência foi registrada como homicídio e lesão corporal culposa na Central de Polícia Judiciária de Praia Grande (CPJ) e encaminhada ao 1°Distrito Policial (DP) da cidade, que investiga o caso para encontrar o autor do crime.

Conforme a Lei Municipal N° 744, de outubro de 1991, é proibido a venda e comercialização de fogos de artifício na cidade de Praia Grande.

Leia também: Mãe de Pelé, aos 100 anos, verá de casa o cortejo com o corpo do filho

Fonte: G1

Compartilhe com seus amigos 😉






Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.