Mia Couto, já prestigiado no mundo todo por sua obra, recebe mais um reconhecimento público. Trata-se de “O Prémio Jan Michalski de Literatura 2020”, anunciado na data de hoje, e foi hoje atribuído a Mia Couto pela obra “As Areias do Imperador”.

A sua obra foi louvada pelo júri da : “excepcional qualidade da escrita, que mescla subtilmente oralidade e narrativa, cartas, contos, fábulas, sonhos e crenças que estão no cerne de uma realidade histórica, a de Moçambique no final do século XIX em luta com colonização portuguesa. Sem o menor traço de maniqueísmo, o autor destaca-se em retratar com grande empatia personagens diante da desumanidade da guerra, oferecendo-lhes uma inspiração épica do exuberante mundo natural de África”.

Anualmente essa premiação é entregue a autores de obras de ficção ou não, de qualquer idioma. O valor entregue é de 50.000 francos suíços (cerca de 56 mil dólares).Visa, acima de tudo, contribuir para o reconhecimento internacional do autor.

Com informações do VoaPortuguês

Se você é fã do escritor Mia Couto, “Contos do Nascer da Terra”, que está com uma ótima promoção na Amazon: https://amzn.to/2KjEvv5
Gostará ainda do livro “O último voo do Flamingo”: https://amzn.to/3gVpL1L

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!