Uma menina em idade escolar virou uma celebridade em seu bairro por aproveitar o período da quarentena para desenhar mensagens coloridas e carregadas de esperança na porta da garagem de sua família.

Desde abril do ano passado, a escocesa Christine Hilditch, mãe de duas crianças, tem permitido que sua filha caçula Eilidh, de 5 anos, transforme a porta da garagem em ambiciosos projetos de arte.

Ao menos duas vezes por semana, Eilidh deixa sua imaginação correr solta, cobrindo o espaço com sereias, golfinhos, super-heróis e até dinossauros!

Leia tambémBebê ferido em ataque a creche de SC ganhou alta médica no Dia das Mães

Recentemente, a menininha ilustrou a porta com um lindo arco-iris, flores e a palavra ‘Esperança’ (Hope), grafada estilisticamente.

Eilidh conta com um banquinho para alcançar a parte superior da porta – assim, nenhum pedaço do ‘quadro’ fica sem ser pintado. Às vezes, sua mãe, que também é pintora, ‘dá uma mão’ para a menina, complementando os desenhos.

Não é raro que vizinhos e curiosos passem na rua e perguntem se os desenhos realmente são de Eilidh. Hoje, ela tem tem um ‘fã-clube’ dedicado que lhe presenteia com caixas de chocolate sempre que a artista desenvolve novas artes.

“O que quer que venha à sua cabeça, ela faz… Pode ser bem aleatório, uma semana nós tivemos um conto de fadas, pois ela estava aprendendo sobre eles na escola, então havia uma fada madrinha e começou ‘Era uma vez’ e terminou ‘Felizes para sempre’, disse Christine, toda orgulhosa.

“Ela fez papoulas para o Dia da Memória e uma para o Dia dos Namorados. Depende do que está acontecendo ao seu redor”, complementou.

Leia tambémMariana Xavier resgata live com Paulo Gustavo e emociona a internet: “Eu vou estar no céu com certeza”

A mamãe coruja disse em entrevista ao portal ‘Good News Network’ que quando as lojas do bairro ficam sem giz, ela fabrica alguns do zero usando gesso, corante alimentício, tinta de pôster e farinha.

E acrescentou: “Minha pequena está apenas desenhando para fazer as pessoas felizes”.

Quando é hora de um novo desenho, Christine utiliza uma vassoura para lavar a porta da garagem, mas quando chove o giz é lavado sozinho e Eilidh começa do zero no dia seguinte, quando está seco.

Em agosto do ano passado, Eilidih foi levada às pressas para o hospital de ambulância depois que caiu do alto de um escorregador enquanto brincava em um parque infantil. Na ocasião, ela quebrou o cotovelo, precisando ser submetida a um procedimento cirúrgico para consertá-lo.

Nesse meio-tempo, enquanto ela não conseguia desenhar com o braço direito, a menina se tornou ambidestra.

“Eilidh começou então a aprender a desenhar com a mão esquerda, só queria continuar. Ela estava indo para a P1 [primeira série], então estava realmente ansiosa por não ser capaz de fazer as coisas. Agora ela pode escrever tanto com a mão esquerda quanto com a direita”, disse a mamãe.

Agora plenamente recuperada, a menina adorou voltar à escola enquanto a quarentena na Grã-Bretanha se torna menos rígida. E uma coisa é certa – essa garotinha sem dúvida está se superando nas aulas de arte!

Compartilhe o post com seus amigos! 😉

A Revista Pazes apoia as medidas sociais de isolamento.
Se puder, fique em casa. Evite aglomerações. Use máscara.
Quando chegar a sua vez, vacine-se.
A vida agradece!

RECOMENDAMOS