Conforme noticiado pelo G1, o médico Cláudio Sérgio Martins Júnior, de 32 anos, que teve 80% do pulmão comprometidos e retirou 45 cm do intestino por complicações causadas pela Covid-19 voltou a atender.

Os dias de angústia de Cláudio foram muitos: 59 dias de internação, sendo que destes, passou 30 em coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ele voltou a atender nesta semana e se diz prerplexo com tudo o que viveu:

Quando eu saí [do coma] e me dei conta do que tinha acontecido, pensei: ‘não acredito que estou vivo’“.

Segundo o médico “”Atender é voltar um pedacinho da vida que a doença tentou me roubar”.

A situação dele foi, de fato, muito grave. foi internado em agosto, e sua alta se deu apenas em outubro. Em 59 dias, além de o pulmão chegar a 80% de comprometimento, o intestino sofreu com complicações da doença, uma isquemia mesentérica, condição médica que fez com que ele tivesse retirados 45 centímetros do intestino delgado. (G1)

Passou por uma uma traqueostomia, ficando 36 dias entubado, em coma induzido. A situação causou surpresa ao médico, por ele ser jovem e não ter nenhuma comorbidade.

Na foto abaixo, o médico registra o primeiro dia de trabalho após a sua recuperação:

Foto: arquivo pessoal
COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!