Sim, ela conseguiu!Malala Yousafzai, após enfrentar terroristas e ser baleada porque queria estudar, forma-se no curso de Política, Economia e Filosofia em Oxford (Reino Unido).

A ativista paquistanesa festejou o término do seu curso universitário em suas redes sociais.

A jovem de 22 anos ficou conhecida por enfrentar o Talibã pelo direito de estudar.

Em 2012, aos 15 anos, Malala foi vítima das ações violentas cometidas pelo grupo terrorista, quando morava no Vale do Swat, Norte do Paquistão.

Dois homens mascarados se aproximaram do ônibus escolar de Malala e atiraram nela com um fuzil, atingindo seu crânio e o pescoço.

Ela foi levada com sua família para o Reino Unido e, após uma cirurgia bem sucedida, os médicos salvaram a vida de Malala.

Em 2014, Malala venceu o Prêmio Nobel da Paz “pela luta contra a supressão das crianças e jovens pelo direito de todos à educação”.

Três anos depois, em 2017, Malala começou os estudos na Universidade Oxford no mesmo dia que foi baleada, cinco anos atrás.

A jovem afirma que: “Difícil expressar minha alegria e gratidão agora, ao concluir meu curso de Filosofia, Política e Economia em Oxford. Eu não sei o que está por vir. Por enquanto, será o Netflix, lendo e dormindo. 😴”

Merecido, Malala! Bom descanso e, a seguir, siga na luta!
Veja, na imagem abaixo, sua postagem:

Fonte: Razões para Acreditar

Venha conosco para nossas páginas no Facebook e Instragram.

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!