Na última sexta-feira, uma mãe arremessou a própria filha, de 3 anos, dentro de uma jaula de um urso-pardo em um zoológico na cidade de Tasquente, no Uzbequistão.

O zoológico publicou esclarecimentos no Instagram, informando que testemunhas tentaram impedir a mãe de jogar a menina no local, mas não conseguiram.

A queda se seu de uma altura de aproximadamente 5 metros. Ela não foi ferida pelo animal, mas, por causa da queda, “sofreu uma concussão, além de contusões e cortes na cabeça”.

Eis a nota do Zoo:
“Algo muito chocante aconteceu em nosso zoológico…

Hoje, 28 de janeiro, por volta das 12 horas, por razões desconhecidas, uma jovem jogou uma menina em uma gaiola de urso na frente de uma multidão.

Se um urso tratasse uma criança abandonada como se fosse uma presa, seria horrível pensar em como isso terminaria.

Um urso pardo caucasiano, apelidado de Zuzu, estava deitado em sua gaiola e viu uma mulher atirar na garota por cima de uma cerca de metal. Apesar dos esforços de nossos hóspedes e funcionários, não foi possível deter a mulher, que conseguiu atirar na criança no aviário.

Nosso urso Zuzu silenciosamente caiu na vala, cheirou a garota e foi embora.
Os Predadores se moveram rapidamente e começaram a chamar o urso para a sala, e o urso entrou na sala sem resistência.

A criança foi retirada da jaula e examinada por uma enfermeira do zoológico. A menina foi ferida não por seus dentes e patas selvagens, mas apenas por cair de uma altura de cerca de 5 metros. O exame inicial não revelou ferimentos graves além de hematomas.”

Segundo publicado pelo r7, a criança foi imediatamente encaminhada ao Centro Científico Republicano de Assistência Médica de Emergência, em Tasquente, onde está em “constante observação” e apresenta quadro estável.

Diante da gravidade do ocorrido, resta-nos questionar a sanidade mental dessa mãe e desejar que a criança se recupere em breve tempo. Ainda bem que Zuzu não enxergou, na criança, uma presa!

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!