Olhos claros não foram bem recebidos em todas as culturas. Foi o caso de uma nigeriana chamada Risikat, que, juntamente com as suas filhas, chamou a atenção nas redes sociais por seus lindos olhos azuis.

Olhos claros geralmente estão associados a pessoas de origem caucasiana (pele mais clara) e em ocasiões excepcionais a habitantes do continente africano, como é o caso dela.

Ela e suas filhas, infelizmente, sofreram um estigma social por ter olhos azuis. A história ganhou as redes sociais e a beleza

Já seu próprio marido, Abdulwaisu Omo Dada, passou a tratá-la de forma diferente ao constatar que suas filhas haviam herdado a mesma íris.

Esta mulher nigeriana disse ao Punch Newspaper que ela nasceu com aqueles olhos e os passou para seus filhos. Acrescentando que ninguém em sua família teve esse “problema” e que ela é a primeira a nascer com ele. Não esquecendo que mencionou também que seus olhos estão perfeitamente saudáveis e que ele nunca precisou ir ao hospital por desconforto neles, estando suas filhas nas mesmas condições ideais .

Depois que seu primeiro filho nasceu, o relacionamento entre ela e seu marido mudou, eles se separaram. E quando a segunda filha nasceu, ele a abandonou. Mais um incidente que se soma ao seu histórico de discriminação, devido ao fato de que seus pais foram obrigados a levá-la ao médico por causa de sua condição e as autoridades da escola pediram repetidamente a Risikat exames para verificar se ela realmente pertencia a sua família, que não tinha “aqueles olhos”.

Atualmente mora com os pais, com o único desejo de criar bem as filhas, sendo a primeira uma gêmea de 5 anos, sua igual morrendo por não receber atendimento médico adequado. Seu caso foi tornado visível por um estudante universitário chamado Alabi Rukayat Oyindamola e o fez com a intenção de aumentar a conscientização sobre os problemas que pessoas como Risikat enfrentam devido a esta rara doença genética.

Acreditando, segundo um estudo realizado pela Universidade de Copenhague, que esses olhos azuis nos africanos se originaram na costa nordeste do Mar Negro.

Capa: print do Youtube
Fonte indicada: UPSOLC e Youtube
Você já conhece a nossa página no Facebook e no Instagram? Venha conosco!

Novidade!! Faça parte do nosso grupo no Telegram:

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



COMENTÁRIOS




Revista Pazes
Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!