Dona Miguelina Eloi de Assis Moreira, mãe de Ronaldinho Gaúcho, morreu vítima da COVID-19, na noite deste sábado, no Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre. Ela tinha 71 anos e estava internada em decorrência da doença desde dezembro do ano passado.

“Queridos amigos, minha mãe está com COVID-19 e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe”, escreveu Ronaldinho em 21 de dezembro de 2020.

O prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do Galo, Alexandre Kalil, se manifestou por meio de seu Twitter. “Ronaldinho, meu filho, eu sei o que é perder uma mãe. Meus sentimentos nesse momento tão difícil”.

O Atlético também se solidarizou com o ídolo pela morte de Dona Miguelina. “A Família Atleticana está de luto e compartilha com seu ídolo o momento de dor. Que Deus a receba de braços abertos e conforte o coração do nosso eterno craque. Descanse em paz, Dona Miguelina”.

A morte de dona Miguelina, mãe do astro Ronaldinho Gaúcho, repercute entre os internautas brasileiros e é um dos assuntos mais comentados na noite deste sábado (20). Logo após a confirmação do falecimento da idosa de 71 anos, que perdeu a batalha para a Covid-19, a hastag #ForçaRonaldinho dominou o Twitter.

Capa: Ronaldinho Gaúcho ao lado da mãe Dona Miguelina no Horto (Foto: Alexandre Guzanshe/EM)
Fonte: Superesporte

A Revista Pazes apoia as medidas
de isolamento social para conter o avanço do novo coronavírus.
#FiqueEmCasa #SeSairUseMáscara

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!