Keanu Reeves já está viajando o mundo para divulgar “John Wick: Capítulo 4”, mais de três meses antes da estreia do último capítulo da franquia de suspense e ação.

O protagonista de longa data, que interpreta o assassino profissional Jardani Jovanovich, também conhecido como John Wick, participou de um painel de discussão na CCXP 22, realizada no São Paulo Expo no último sábado (10).

O evento promocional ocorre cerca de três semanas depois de ter sido confirmado que Reeves interpretará John Wick pela quinta vez no filme spin-off da saga, “Ballerina” (bailarina), estrelado por Ana de Armas no papel principal.

Reeves, 58 anos, parecia se deliciar com seu tempo no palco, discutindo sua experiência como John Wick nos quatro filmes da franquia ao lado dos fãs e jornalistas.

Vestindo um terno preto com camiseta combinando e botas marrons, o ator ficou lisonjeado com a ternura do público presente, chegando a se ajoelhar no chão em sinal de gratidão.

Acontece que as filmagens de quatro meses para John Wick: Capítulo 4 terminaram há pouco mais de um ano, no final de outubro de 2021, e estão em pós-produção desde então.

O elenco e a equipe acabaram filmando predominantemente em Berlim, Alemanha e Paris, França, junto com alguns trabalhos adicionais no Japão e na cidade de Nova York.

À medida que a pós-produção diminui e o impulso promocional para JW4 começa a acelerar, de Armas começou a filmar o spin-off em Praga há três semanas.

A atriz cubana assume o papel de Rooney de Unity Phelan, que já interpretou a personagem em John Wick: Chapter 3 – Parabellum (2019).

O recém-chegado à franquia, Len Wiseman, está atuando como diretor de Ballerina, trabalhando a partir de um roteiro de Shay Hatten e Emerald Fennell.

Todos os quatro filmes de John Wick foram dirigidos por Chad Stahelski, enquanto Derek Kolstad atuou como roteirista das três primeiras parcelas, embora tenha compartilhado o crédito pelo capítulo 3 com Shay Hatten, Chris Collins e Marc Abrams.

A franquia John Wick é considerada um sucesso de crítica e comercial, com uma receita bruta coletiva dos três primeiros filmes chegando a US$ 587 milhões (R$ 2,5 bilhões) em todo o mundo.

Em uma tendência incomum para Hollywood, o original John Wick (2014) não foi um sucesso de bilheteria, ganhando $ 86 milhões em um orçamento entre $ 20-30 milhões, o que foi bom o suficiente para dar luz verde a uma sequência.

Mas então, John Wick – Capítulo 2 (2017) quase dobrou o primeiro filme, arrecadando $ 171,5 milhões contra um orçamento de $ 40 milhões.

Os fãs ofereceriam ainda mais apoio para John Wick: Capítulo 3 – Parabellum (2019), arrecadando US$ 327,3 milhões nas bilheterias mundiais em um orçamento de US$ 75 milhões.

A quarta parcela da franquia elevou o orçamento para US$ 90 milhões, mas só o tempo dirá se continuará a tendência de alta em termos de receita de bilheteria.

Juntamente com Reeves, o elenco de John Wick: Capítulo 4 também inclui Ian McShane (Winston Scott), Anjelica Huston (O Diretor) e Lance Reddick (Charo), todos reprisando seus papéis dos capítulos anteriores.

Fonte: Gshow






Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.