Anos após o falecimento do pai, a norte-americana Chastity Patterson, de 23 anos, continuou a enviar mensagens para o celular dele – uma maneira que ela encontrou de manter viva as memórias ao lado do progenitor e da sua família.

Em entrevista ao jornal britânico Metro UK, a jovem contou que um dia antes de fazer quatro anos da morte do pai, ela mandou a seguinte mensagem à ele:

“‘Ei pai, sou eu. Amanhã será um dia difícil de novo!”, disse. Ao longo do texto, Chastity falou sobre o luto que vivia desde o falecimento dele e contou um pouco sobre sua vida, que iria se formar na faculdade e que tinha até descoberto – e vencido – um câncer.

Além disso, “informou” ao pai que encontrara um novo amor após uma grande decepção no relacionamento anterior e confessou que não sabia se iria casar, pois teria que caminhar no altar sem ele do lado.

Dias depois de enviar o texto mais sincero e honesto em meses, Chastity recebeu a resposta de um homem e ficou chocada e emocionada com a mensagem.

O homem se identificou como Brad e disse que o número do pai dela havia ido para ele.

Sensível à dor do luto da jovem, Brad revelou que ele mesmo havia perdido um ente querido anos antes: sua filha, que partiu em 2014 após ser vítima de um acidente fatal de carro.

Na mensagem, ele afirmou também que lia as mensagens de Chastity todos os dias como forma de “mantê-lo vivo.”

Brad escreveu: “Oi querida! Eu não sou o seu pai. Mas eu tenho recebido todas as suas mensagens nos últimos quatro anos. Eu fico ansioso por suas mensagens pela manhã e também pelas mensagens de boa noite. Meu nome é Brad e eu perdi minha filha em um acidente de carro em agosto de 2014. Suas mensagens têm me mantido vivo. Quando você me manda uma mensagem, eu sei que é uma mensagem de Deus. Eu sinto muito que você tenha perdido alguém tão próximo, mas eu tenho ouvido você ao longo dos anos e vi você crescer. Eu quis te responder por anos, mas eu não queria partir seu coração”.

Brad prosseguiu: “Você é uma mulher extraordinária, eu queria que minha filha tivesse se tornado uma mulher como você. Muito obrigada pelas atualizações diárias. Você faz lembrar que Deus existe e que não é culpa dele minha menininha ter morrido. Ele me deu você, um anjo, e eu sabia que esse dia ia chegar. Tudo vai ficar bem. Eu sinto muito que você tenha que passar por tudo isso. Mas eu quero que saiba que eu tenho muito orgulho de você.

OBS: Eu acho que seu pai ficaria orgulhoso em saber que você comprou outro cachorro ao invés de ter um filho. Se cuide e eu estou ansioso para as novidades de amanhã”.

Emocionada com o texto, Chastity compartilhou a resposta em suas redes sociais e disse ter a certeza que seu pai está em paz. “Hoje eu tive a certeza que tudo vai ficar bem”, assegurou.

Sua publicação viralizou internet afora e teve mais 141 mil curtidas apenas no Facebook.

Fonte: Metro UK






Gabriel tem 24 anos, mora em Belo Horizonte e trabalha com redação desde 2017. De lá pra cá, já escreveu em blogs de astronomia, mídia positiva, direito, viagens, animais e até moda, com mais de 10 mil textos assinados até aqui.