Luto já é, em si, uma vivência pesada e dolorosa. E quando ele vem em dobro? Goiás está assim, duas vezes em luto, pois perdeu no dia cinco passado a cantora Marília Mendonça e hoje perde o maior político que o estado já conheceu: Iris Rezende Machado. Ambos goianos, ambos nascidos na cidade de Cristianópolis, no interior de Goiás.

O ex-governador de Goiás e ex-prefeito de Goiânia estava em tratamento depois de sofrer AVC em agosto. Dos seus 87 anos de vida, ele dedicou mais de 60 à vida pública.

Iris morreu por volta das 0h30, mas a informação foi divulgada duas horas depois. Segundo a assessoria do político, o corpo será velado no Palácio das Esmeraldas, a partir das 11h, em Goiânia. O sepultamento será no cemitério Santana, também na capital, e está previsto para as 17h.

Nas últimas semanas, o político esteve internado no Hospital Vila Nova Star, em São Paulo (SP) e foi intubado no último sábado, dia 6, em decorrência de uma pneumonia.

Vida Pública

O site g1 fez um breve histórico da vida pública de Iris, que segue abaixo:

Iris encerrou a carreira política em dezembro de 2020, após concluir o quarto mandato como prefeito de Goiânia. Desde então, se dedicava a cuidar de sua fazenda e também do escritório de advocacia.

O político nasceu em 22 de dezembro de 1933, em Cristianópolis, na região sudeste de Goiás. Formou-se em direito pela Universidade Federal de Goiás (UFG).

Iris começou a carreira política em 1959, quando foi eleito vereador. Na época, foi o candidato com maior número de votos e mais jovem da história da capital, aos 25 anos.

Em 1962, foi eleito deputado estadual e, em 1965, assumiu a Prefeitura de Goiânia, mas foi cassado pela ditadura militar antes que o seu mandato chegasse ao fim.

Durante o período em que ficou fora da administração, Iris Rezende montou um escritório de advocacia. Após o fim da ditadura militar, foi eleito governador por dois mandatos, de 1983 a 1986 e de 1991 a 1994.

Entre as duas administrações, ele foi ministro da Agricultura do governo de José Sarney (PMDB), de 1986 a 1990. Em 1994, Iris foi eleito senador da República e, no meio de seu mandato, em 1997, assumiu o ministério da Justiça durante um ano, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Em 2004, Iris se candidatou à Prefeitura de Goiânia, quando venceu o então prefeito Pedro Wilson (PT).

RECOMENDAMOS






Uma revista a todos aqueles que acreditam que a verdadeira paz é plural. Àqueles que desejam Pazes!